Bom dia! A terça-feira chegou, e o Café com Ânderson Silva está servido. Vamos às notas quentinhas de bastidores abaixo:

Continua depois da publicidade

O otimista

Quando se encontrou com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), no final de semana passado, o senador Jorge Seif (PL) disse ao padrinho político que o TSE vai livrá-lo da cassação. E mais: será por unanimidade, segundo ele.

Ultimato

O PSD de Criciúma deu ao deputado federal Ricardo Guidi (PSD) a seguinte condição: uma pesquisa vai decidir se ele ou Arleu da Silveira será o candidato a prefeito da cidade em outubro. Arleu gostou. Julio e Clésio assinaram embaixo. Guidi ainda não decidiu se concorda.

Até quando?

A decisão de Guidi precisa sair até sexta-feira (5), porque no dia 6, que é sábado, o registro dele ao partido político em que estará nas urnas em outubro precisa estar no sistema do TSE. O PL segue rondando o deputado.

Dúvidas

As perguntas que Jorginho mais têm ouvido recentemente dos curiosos políticos: 1 – E o Guidi?; 2 – Quem será o vice de Topazio?

Continua depois da publicidade

Manda brasa

O velho MDB deu sinais de que ainda pode encher um salão de eventos em Florianópolis. Foi o que aconteceu nesta segunda-feira (1º), no Lira. Foram filiados pré-candidatos de outubro, como o atual presidente da Câmara da Capital, João Cobalchini, e o também vereador Jeferson Backer. O comunicador Hélio Costa também assinou ficha. O MDB estará com o prefeito Topazio Neto (PSD) em outubro.

Sugestivo

O espaço do clube Lira onde o MDB e o PL fizeram filiações e grandes atos nos últimos dias leva um nome pertinente aos projetos dos dois partidos em Florianópolis: Salão Topazio.

Foi para o TJ-SC

Cassado pelos colegas, o ex-vereador de Florianópolis, Maikon Costa (PL), recorreu ao TJ-SC depois de ter negado o pedido de volta à Câmara rejeitado em primeira instância. O pedido será analisado pelo desembargador André Dacol, membro da 4ª Câmara de Direito Público.

Mais caro

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Santa Catarina (Creci-SC) promete mobilizar-se para mudar o cenário que entrou em vigor nesta segunda-feira (1º) no Estado: as taxas dos cartórios tiveram aumento nos valores de forma considerável. O órgão fala em até 200% de reajuste, dependendo da taxa.

Continua depois da publicidade

Mas como?

O aumento dos “emolumentos”, como são chamados estes valores, ocorreu em dezembro de 2023, naquelas votações a jato na Alesc de conclusão do ano. O TJ-SC enviou o projeto no final do ano para o Legislativo e os deputados o aprovaram. A vigência passava a ser 1º de abril de 2024, o que efetivamente ocorreu nesta segunda-feira.

Impacto

O relatório mais recente da plataforma Social Media Gov mostra os resultados de prefeituras que adotam medidas para inovar na comunicação digital. Em março, Florianópolis liderou os números de envolvimentos nas redes sociais, enquanto Lages e São José vieram logo em seguida entre os municípios. A Univali ficou em segundo lugar geral.

Veja abaixo os fatos em fotos do Café com Ânderson Silva:

Destaques do NSC Total