O quadro de lotação nos hospitais de Santa Catarina se agravou nas últimas semanas. Espalham-se casos e relatos em diferentes regiões do Estado. Além do quadro público, com a preocupação das pessoas que ficam horas na fila de espera das unidades de saúde, o clima político também começou a pesa. Dentro da Assembleia Legislativa (Alesc), o tema virou corrente. O presidente da Alesc, o deputado Mauro de Nadal (MDB), endossou a preocupação e deu voz ao problema. Nesta quarta-feira (3), ele disse que os deputados estão “preocupadíssimos” com o cenário da Saúde em SC.

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

– Tem algo errado aí entro o que é o real e o que está sendo dito (pelo governo do Estado) – afirmou Nadal em conversa com jornalistas.

Além disso, ele falou que a “conversa está torta” ao se referir sobre as cirurgias eletivas: “está diferente do que ele (governo) está falando”. Nadal admitiu que a Comissão de Saúde da Alesc deve chamar a secretária de Saúde do Estado, Carmen Zanotto, para dar explicações sobre o cenário atual.

O deputado do MDB também disso que “a Assembleia não está confortável com as ações do governo”, e que “se esperava um pouco mais da presença do Estado”.

Continua depois da publicidade

Em nota enviada à NSC TV, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) diz que a dengue e as doenças respiratórias estão refletindo na busca por atendimentos de saúde. Segundo o órgão, a ocupação de leitos de UTI está sujeita a variações constantes.

O Governo do Estado afirma ainda que vem trabalhando junto à secretaria de Saúde para a ampliação de leitos em todo o Estado e que, no ano passado, foram abertos 150 novos leitos. A meta é chegar a 170.

Além disso, em nota ao NSC Total, a SES afirma que vem desenvolvendo diversas estratégias para qualificação e ampliação dos atendimentos, seja para a redução das filas de cirurgias eletivas, seja para a recuperação física dos hospitais.

“A SES vem regularmente apresentando os relatórios de ação à Assembleia Legislativa (ALESC) e sempre esteve à disposição da Casa para demonstrar os avanços que vêm sendo realizados na área da Saúde”, finaliza a nota.

Continua depois da publicidade

Leia também:

Joinville vive dia de caos na saúde e lotação nas emergências vira caso de polícia

Criança de 4 anos morre por dengue e mãe denuncia negligência em SC: “Podia ter salvado”

Destaques do NSC Total