nsc
nsc

Senado Federal

Dois senadores de Santa Catarina assinam nova tentativa de CPI da Lava Toga

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
22/08/2019 - 11h26
(Foto: DIDA SAMPAIO / ESTADÃO CONTEÚDO)
(Foto: DIDA SAMPAIO / ESTADÃO CONTEÚDO)

A terceira tentativa de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o Supremo Tribunal Federal (STF) tem a adesão de dois senadores catarinenses. Esperidião Amin (Progressistas) e Jorginho Mello (PL) assinaram o requerimento para a abertura da conhecida "CPI da Lava Toga".

A comissão voltou à pauta depois da crise atual na Receita Federal. Um dos argumentos é que há interferência de ministros do STF em procedimentos do órgão. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM) não levou à frente as outras duas tentativas de senadores de criarem a CPI. Até o momento, o terceiro requerimento tem 25 adesões.

Alessandro Vieira (Cidadania) foi quem apresentou a proposta inicial. Ele também foi o autor do segundo requerimento, arquivado por Alcolumbre.

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Últimas do colunista

Loading interface...
Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas