nsc
    nsc

    Escolhas

    Eleitos pelo PSL em Santa Catarina enfrentam dilema

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    03/11/2019 - 06h05 - Atualizada em: 03/11/2019 - 08h11
    Governador de SC, Carlos Moisés da Silva (Foto: Marco Fávero, Diário Catarinense)
    Governador de SC, Carlos Moisés da Silva (Foto: Marco Fávero, Diário Catarinense)

    Eleitos pela força de Jair Bolsonaro, os pesselistas de Santa Catarina agora encaram uma encruzilhada: seguir cegamente as diretrizes do presidente da República ou caminhar com as próprias pernas.

    Por tentar a segunda opção é que o governador Carlos Moisés tem sido criticado. A escolha, neste caso, passa pela construção de uma marca própria sob pena da perda do apoio daqueles que o escolheram por conta da ligação com o principal nome do partido.

    Para quem ficou do lado da primeira alternativa, as falas e posicionamentos de Bolsonaro servem com um mantra. Quem deixa de segui-los, abandona o grupo bolsonarista e torna-se alvo de críticas contundentes.

    DIRETAS

    > O deputado estadual Romildo Titon (MDB), junto com outros agentes públicos, será julgado em 6 de novembro, quarta-feira, dentro da operação Fundo do Poço, no Órgão Especial do TJ-SC.

    > Republicanos e PL fazem uma corrida de filiações na Grande Florianópolis. Em algumas cidades os partidos cogitam estar juntos em 2020, com prefeito e vice.

    Assine o NSC Total para ter acesso ilimitado ao melhor conteúdo de Santa Catarina e aproveitar os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas