nsc

publicidade

Ânderson

Investigação

Justiça nega suspensão de investigação contra Julio Garcia na operação Alcatraz

Compartilhe

Por Ânderson Silva
20/08/2019 - 19h06 - Atualizada em: 20/08/2019 - 19h17
Julio Garcia (PSD) (Foto: Rodolfo Espínola / Agência AL)
Julio Garcia (PSD) (Foto: Rodolfo Espínola / Agência AL)

Os três desembargadores da 7ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negaram nesta terça-feira o mérito do recurso da defesa do presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), Julio Garcia, que pedia a suspensão da investigação contra ele na operação Alcatraz. O voto do relator, Luiz Carlos Canalli, foi seguido pelos demais membros do grupo.

Com isso, o trecho do inquérito que envolve o parlamentar continua ativo. Ele foi alvo de mandados de busca e apreensão na Alcatraz, que teve cumprimento das ações no dia 30 de maio deste ano. Garcia teve a liminar negada inicialmente por Canalli, e na sessão desta terça-feira foi rejeitado o mérito.

Ele entrou com o pedido de habeas corpus para que ele fosse retirado das investigações já que, afirmam os defensores, não há elemento que faça ligação dele com o objeto da investigação. O presidente da Alesc não está entre os 17 indiciados na primeira fase do inquérito. O deputado é defendido pelo ex-desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina César Abreu, além dos advogados Claudia Bressan e Pierre Vanderline.

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

anderson.silva@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade