nsc

publicidade

Ânderson

ORÇAMENTO DOMÉSTICO

PGE analisa viabilidade jurídica de revogar decretos do ICMS publicados por Pinho Moreira

Compartilhe

Por Ânderson Silva
12/02/2019 - 05h00
Eduardo Pinho Moreira (MDB), ex-governador de Santa Catarina.
Eduardo Pinho Moreira (MDB), ex-governador de Santa Catarina.
(Foto: )

A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) está analisando a viabilidade jurídica de revogação dos decretos publicados em 26 e 27 de dezembro de 2018, pelo então governador, Eduardo Pinho Moreira (MDB), que retirou a isenção do ICMS sobre uma série de produtos. Entidades do setor produtivo pressionam o Executivo pela volta do benefício sob o custo de aumento de preço de mercadorias.

Depois de receber o apelo de associações, o governador Carlos Moisés da Silva pediu a PGE um posicionamento jurídico, que deve ser dado nos próximos dias. Esse parecer será fundamental para a decisão de Moisés sobre o futuro das isenções revogadas por Pinho Moreira.

Segunda-feira, em artigo publicado no DC, o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar, escreveu que “inventivo não é renúncia fiscal, é investimento”. Segundo ele, os orçamentos domésticos vão ficar mais apertados a partir de 2 de abril, quando os decretos entram em vigor.

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

anderson.silva@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade