nsc
nsc

Sem investigação

Pizza antecipada: vereadores arquivam CPI em Florianópolis sem ouvir depoimentos

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
21/08/2020 - 13h15
CPI da OS São Bento foi arquivada antes de depoimentos
CPI da OS São Bento foi arquivada antes de depoimentos (Foto: Léo Munhoz / NSC Total)

Sem depoimentos, a CPI da Organização Social (OS) São Bento em Florianópolis foi arquivada. Com oito assinaturas, a comissão havia sido aberta na Câmara de Vereadores da Capital em julho. A primeira reunião, entretanto, só ocorreu em agosto após dois adiamentos. Com maioria dos cinco membros, a base governista conseguiu fazer com a investigação nem desse os primeiros passos. A oposição defende que não haja arquivamento nesta etapa inicial, mas mesmo assim a Câmara disse nesta semana que vale o entendimento da própria comissão.

Após denúncias, prefeitura de Florianópolis rompe contrato com administradora de creches

A pizza antecipada veio depois do parecer prévio do relator, o vereador Roberto Katumi (PSD). Integrante da base governista, ele justificou que a CPI seria política para atingir o Poder Executivo. Por isso, fez um parecer para o arquivamento. Renato da Farmácia (PSDB), presidente da comissão e ex-líder do governo Gean, e Dinho (DEM) votaram junto com Katumi pelo arquivamento, na última sexta-feira (14).

Afrânio Boppré (PSOL) e Vanderlei Farias (PDT) apresentaram um relatório divergente, que não vingou. Os dois se negaram a votar na discussão sobre arquivar ou não. No entendimento deles, a assinatura dos oito parlamentares para abertura da CPI vale mais do que os três votos sobre o parecer prévio. Além disso, alegam, Renato, Katumi e Dinho não estiveram entre os vereadores que assinaram pela instalação da comissão.

Em seu parecer, Katumi disse que o TCE já analisa o contrato em discussão com a OS São Bento. Para ele, a prefeitura já fez a sua parte ao romper a ligação com a organização. Caso a maioria dos membros da comissão tivesse votado pelo prosseguimento, começariam as diligências, incluindo depoimentos e pedido de documentos.

Contrato com a OS São Bento

A entidade foi contratada pela prefeitura da Capital em 2019 para administrar cinco creches. O contrato foi rompido em fevereiro de 2020 sob a alegação de que a OS apresentou documentos falsos na licitação. A denúncia partiu do Sindicato dos Servidores Municipais de Florianópolis (Sintrasem).

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas