nsc
    nsc

    Estradas

    Policial que atendeu acidente com morte de crianças na BR-470 apela por uso do cinto de segurança

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    22/12/2019 - 19h14
    Colisão frontal entre Fox e Vectra deixou duas crianças mortas e oito pessoas feridas(Foto: Bombeiros Voluntários de Ibirama)
    Colisão frontal entre Fox e Vectra deixou duas crianças mortas e oito pessoas feridas(Foto: Bombeiros Voluntários de Ibirama)

    As mortes de duas crianças de quatro e nove anos, neste sábado, na BR-470, em Apiúna, no Vale do Itajaí, trouxe à tona a importância do uso do cinto de segurança. As duas estavam sem proteção dentro do carro. Em sua página no Facebook, o policial militar Rafael Borhausen, que atendeu o acidente através do helicóptero Águia da Polícia Militar (PM-SC), fez um apelo pelo uso do equipamento.

    Nenhum dos seis ocupantes do Vectra envolvido na colisão usava o cinto. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros Voluntários de Ibirama (CBVI) que atendeu a ocorrência com o suporte de policiais militares que chegaram primeiro ao local. Das três que ocupavam o mesmo assento, de acordo com os socorristas, duas (de 4 e 9 anos) foram arremessadas em direção ao capô do carro e não resistiram aos ferimentos. Uma terceira criança, de 6 anos, foi levada em estado grave ao Hospital Regional de Rio do Sul.

    O carro, além de estar superlotado, também possuía objetos sobre o banco onde deveriam estar passageiros, de acordo com os bombeiros. Com isso, as crianças que teriam que estar na cadeirinha ou com o cinto de segurança, na verdade, estavam umas sobre as outras.

    Em seu texto, Bornhausen faz referência à foto publicada na rede social por ele para mostrar que a parte traseira do carro não teve sérios danos. Era ali que estavam sentadas as crianças mortas no acidente, segundo ele: "Façam seus filhos usarem cinto de segurança!", apelou o policial. Ele ainda lembra que "não importa se é 'só até ali' ou “estou devagarinho” ou 'ele sabe se segurar'... façam sentar e usar cinto de segurança, cadeirinha e qualquer outro meio que proteja o bem mais precioso de vocês".

    Desde a noite de sábado, a publicação do policial tem mais de 18 mil compartilhamentos. Veja abaixo:

    Leia as últimas de Ânderson Silva

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas