nsc
    nsc

    SE TU DIX 

    Engenheiro defende conceito de surf sustentável

    Compartilhe

    Por Cacau Menezes
    08/11/2019 - 05h30 - Atualizada em: 08/11/2019 - 08h26
    Pranchas de Surf.
    David Weber. Foto: Divulgação

    O mundo está caminhando para uma nova consciência ambiental e foi pensando nisso que o engenheiro e shaper desde 2008, David Weber, desenvolveu um conceito inovador e começou a fabricar pranchas de surf sustentáveis.

    Segundo David, desde que ele começou a produzir as pranchas teve vontade de utilizar materiais alternativos e que pudessem reunir sustentabilidade, tecnologia e arte. E foi assim que encontrou na madeira o material ideal como idealizava.

    O shaper conta que para conseguir chegar ao método atual, teve que adaptar diversas técnicas de construção naval, para conseguir alcançar um processo limpo e silencioso, tendo como resultado pranchas leves e resistentes.

    Veja aqui os tipos de pranchas produzidas pelo shaper David Weber

    David ainda explica que as pranchas convencionais duram pouco e, em contrapartida, o seu tempo de decomposição é muito grande. Já as pranchas produzidas com materiais resistentes e biodegradáveis, duram mais e permitem maior harmonia entre o surfista e o planeta, as sustentáveis.

    David Weber já esteve em diversos países divulgando o seu novo conceito de surf sustentável. Ele estará em Florianópolis ministrando o Workshop de Fabricação de Pranchas de Surf Sustentáveis.

    Alguns dos modelos e técnicas de produção das pranchas que ele fabrica podem ser vistos na exposição “A arte da fabricação de pranchas de surf sustentáveis” que está em Florianópolis, na Unisul Unidade Trajano até o dia 08/11 e na Unidade Dib Mussi até o dia 22 de novembro. A exposição é gratuita e aberta ao público.

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC​

    ​Acesse as últimas notícias do NSC Total

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas