nsc
    nsc

    (I)MOBILIDADE URBANA

    Ir de ônibus de São José a Palhoça exige parada na ilha. Pode isso?

    Compartilhe

    Por Cacau Menezes
    23/07/2019 - 05h15 - Atualizada em: 23/07/2019 - 05h14

    Impressionante a indiferença dos governos municipais da Grande Florianópolis em relação ao transporte de massa. Para se ter uma ideia do atraso, um cidadão que mora em Barreiros, São José, e trabalha em Palhoça, precisa ir ao terminal na Ilha para pegar o ônibus de outra empresa. Afinal, os prefeitos se conversam? Qual a periodicidade de suas reuniões? Quais os temas discutidos e as soluções já aplicadas? O papel de uma região metropolitana é de integrar as cidades e promover articulações, para que as soluções sejam socializadas.

    Conversa de pescador

    Luiz amanheceu, ontem, na praia da Cachoeira do Bom Jesus e, ao ver de longe o amigo Jaime, avaiano fanático, berrou:

    — Chiiiii, nem do Goiás? Já estás sentindo o cheirinho da segundona, né?

    — Luiz, tu não pensa, né? A maior vergonha na primeira divisão foi do Figueira. Estamos apenas imitando...

    Volta às origens

    Para comemorar os 25 anos de Top of Mind, o Koerich encomendou uma animação que tem deixado os telespectadores encantados. O filme volta às origens da empresa, retrata desde a década de 50, quando nasceu a Eugênio Raulino Koerich S.A, com as fiambrerias até a dedicação exclusiva ao Varejo e a expansão para demais regiões de Santa Catarina. Lindo de assistir.

    Para comemorar

    Casa do advogado Dauth Emmendorfer, no deslumbrante Canal da Barra, é única da Barra da Lagoa que não tem muro na frente e nunca foi invadida. E, provavelmente, é a única do Estado que tem em frente a bandeira do nosso querido estado de Santa Catarina.

    Em Sampa

    Deputada federal Angela Amin participa como painelista, hoje, em São Paulo, do Smart City Business America Congress & Expo (SCBAC&E), considerado o mais importante evento sobre Cidades Inteligentes da América Latina. Em pauta, iniciativas para melhorar a qualidade de vida onde as pessoas moram.

    Incerteza

    Pelo volume de empresas de negócios que se agiganta ao longo da SC-401, quadruplicar essa rodovia nos próximos 10 anos será insuficiente. Afinal, o que Floripa almeja para 2030?

    Mais um

    Faleceu ontem em Floripa o nosso querido Fernando Caldeira de Andrade.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas