nsc
    nsc

    Carnaval

    Na contramão da alegria

    Compartilhe

    Por Cacau Menezes
    14/02/2020 - 06h30
    Fantasias no Carnaval (Foto: Diorgenes Pandini)
    Fantasias no Carnaval (Foto: Diorgenes Pandini)

    O politicamente correto chegou ao carnaval, para torná-lo mais chato e menos divertido.

    A prefeitura de BH publicou cartilha com recomendações contra o que julga ser "ofensivo a algumas minorias": imitações e fantasias de Nega Maluca, black-power, ciganos, homens travestidos de mulher e de gays.

    Daqui a pouco, ninguém vai poder nem se fantasiar de índio, muito menos de marinheiro; talvez sobrarão os piratas, isso se não houver algum sindicato por aí que ainda represente a classe.

    Forever young

    Médicos italianos decidiram recalcular a idade partir da qual uma pessoa é considerada idosa. Um país que rejuvenesceu com uma notícia: na Itália, 63 milhões de habitantes, uma das nações mais longevas do mundo, um italiano agora só é oficialmente idoso depois dos 75 anos de idade.*

    *O conceito da velhice aos 65, está definitivamente ultrapassado. A Sociedade Italiana de Gerontologia e Geriatria decidiu adiar a velhice em 10 anos, porque hoje, uma pessoa de 65 anos de idade, possui as condições físicas e cognitivas de uma de 40 ou 45, 30 anos atrás.

    Dinossauros - 50 Anos de Imprensa

    Moção de Aplauso imprensa de Florianópolis - Manoel Timóteo
    (Foto: )

    Os jornalistas Paulo Festinha, Lúcia Helena Vieira, Moacir Pereira, Osmar Teixeira e Rogério Kiefer, diretores e conselheiros da Associação Catarinense de Imprensa, (Casa do Jornalista) que fazem parte da história de Florianópolis e da Imprensa de Santa Catarina participaram e abraçaram o manezinho, jornalista Manoel Timóteo da ACIF (Maneca) na Assembléia Legislativa, quando recebeu a Moção de Aplauso, proposta pelo Deputado Coronel Mocelin pelos seus 50 anos de trabalho na história da imprensa de Florianópolis.

    Youtuber pede desculpas por ter postado vídeo do "Desafio da Rasteira"

    "Desafio da rasteira". Uma idiotice. Calma lá. Antes de a coluna achincalhar merecidamente essa brincadeira idiota, cabe informar que a modinha de passar a perna para derrubar outra pessoa viralizou nos últimos dias após o youtuber brasileiro Robson Calabianqui dar uma rasteira na própria mãe e postar na internet. Muitos acharam divertido e começaram a repetir. Então, especialistas alertaram que a perigosa brincadeira pode até levar à morte.

    Diante da repercussão negativa, o youtuber, que é conhecido como Fuinha e tem mais de dois milhões de seguidores, retirou o vídeo do ar e fez um pedido público de desculpas. "Como influenciador eu errei. Como humorista, eu falhei. Eu peço desculpas para todos vocês. Então, quero pedir de coração que não propaguem esse vídeo".

    Dito isto, voltemos à vaca fria. Primeiro: por que, afinal de contas, a pessoa que fica no meio das outras duas participantes da idiotice topa ficar justamente ali, no meio, sabendo que vai cair? É masoquismo ou tentativa de suicídio? Segundo: espero que essa seja a última babaquice do tipo que eu vejo na minha vida.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas