nsc
nsc

publicidade

Opinião

Sobre a Polícia Civil de Santa Catarina

Compartilhe

Cacau
Por Cacau Menezes
23/07/2019 - 04h05 - Atualizada em: 23/07/2019 - 04h02

"Na esteira de suas notas anteriores acerca das prisões de agentes públicos e políticos em face da prática de crimes contra a Administração Pública e, igualmente aproveitando o momento de comemoração de 207 anos da Polícia Civil de Santa Catarina, ouso provocar e afirmar que as polícias civis precisam mudar sob pena de extinção próxima e total. Ou nos especializamos ou definharemos até a morte na sobrecarga de atribuições que nos são impostas por lei e muito além de nossas atuais capacidades humana, material e orçamentária.

Devemos focar na readequação de nossa competência como as da Polícia Federal, contudo limitadas ao âmbito estadual e interestadual, e preservada a atuação nos crimes contra a vida afim de que possamos centrar energia naquilo que realmente aflige nossa nação e, não diferente, os estados federativos: corrupção, sonegação, crime organizado, tráfico de drogas e mazelas outras.

Ajustada nossa incumbência, principalmente reduzindo a obrigatoriedade de investigar toda a gama de crimes praticados, as Polícias Judiciárias produziriam mais , melhor e rápido, como necessário ao sistema legal que o povo merece, bem como estariam ajustadas a possibilidade financeira dos governos estaduais, embora, há de reconhecer, ser a Polícia Civil catarinense uma das mais eficientes, respeitadas e profissionais do país. Abraço.

Delegado Eduardo A. Senna"

Florianópolis tem a aprender com Balneário Camboriú

Balneário Camboriú é o que é hoje graças à coragem de um ex-prefeito que organizou a orla e arrancou muros de casas para dar origem ao traçado a uma avenida Atlântica, igual existia no Rio de Janeiro. A medida de Gilberto Meirinho organizou o crescimento urbano da cidade e deu a referência que ela precisava. Isso foi na década de 70. Ele merece estátua. Nas devidas proporções, se a ocupação de Canasvieiras, por exemplo, tivesse tido o mesmo cuidado de reservar uma faixa para uma avenida Beira-mar e calçada, com certeza, sua dimensão e traçado como praia hoje seriam completamente diferentes.

Leia também:

Da praia presidencial aos arranha-céus: a transformação da Avenida Atlântica

Balneário Camboriú é representante de SC na lista das cidades mais felizes do Brasil

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade