nsc

publicidade

Carolina

Política

Amin reclama da postura de colegas da Câmara sobre decreto das armas

Compartilhe

Por Carolina Bahia
22/06/2019 - 05h45
(Foto: Tiago Ghizoni / Diário Catarinense)
Arte NSC
(Foto: )

O senador Esperidião Amin (PP-SC) tem reclamado da postura dos colegas Major Olímpio (PSL-SP), Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Marcos Rogério (DEM-RO) e Marcos do Val (Cidadania) em relação ao decreto de armas. O quarteto culpa os colegas pela derrota em plenário. Amin lembra que Olímpio chegou a dizer que as milícias “estão felizes”, mas não contou que Rogério recuou após apresentar emenda para suprimir pontos do texto, o que poderia facilitar a aprovação. 

A orientação para o recuo veio do próprio Planalto, que pensava ter votos necessários para manter os decretos. Não tinha e agora terá que brigar por alterações na Câmara. Amin lembrou à coluna que não é contra a flexibilização da posse de armas, mas que o texto presidencial libera o porte para muitos, como, por exemplo, políticos com mandato – que hoje chegam a quase 100 mil.

Deixe seu comentário:

publicidade