nsc
    nsc

    publicidade

    Bom humor

    Diálogo inusitado entre ministros provoca risadas no STF

    Compartilhe

    Carolina
    Por Carolina Bahia
    12/04/2019 - 08h06 - Atualizada em: 12/04/2019 - 08h07
    Momento em que ministro Marco Aurélio fala que colega Lewandowski já tinha ido ao toalete há algum tempo. Reprodução YouTube TV Justiça
    Momento em que ministro Marco Aurélio fala que colega Lewandowski já tinha ido ao toalete há algum tempo. Reprodução YouTube TV Justiça

    *Por Silvana Pires

    A sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) da tarde desta quinta-feira (11) contou com um diálogo entre os ministros, no mínimo, inusitado. O decano da Corte, Celso de Mello, presidia os trabalhos quando se deu conta que não havia ministros suficientes para seguir a sessão. O papo em seguida misturou ida ao banheiro, o melhor som do STF e risos. 

    Celso de Mello: Pelo visto, nós estamos sem quórum. Estamos com sete, apenas. Eu não sei se o ministro Lewandowski... 

    Luís Roberto Barroso: Acho que ele foi ao toalete, porque o material dele ainda está aqui. 

    Marco Aurélio Mello: Só que ele já foi há algum tempo ao toalete. Não sei se já está retornando.  

    Luís Roberto Barroso: Um dos melhores sons do supremo é no toalete. (risos dos ministros). A gente ouve bem à beça. 

    Rosa Weber: Melhor do que aqui. 

    Celso de Mello: Eu vou adiar momentaneamente a proclamação deste resultado, aguardando a provável volta do ministro Lewandowski...  

    O ministro Celso de Mello então conversa, fora dos microfones, com um assessor e, logo em seguida, exclama:  

    — Ei-lo, que se aproxima. 

    Sem dar muitos detalhes, o ministro Ricardo Lewandowski pede desculpas pela ausência:  

    —  Perdoem-me, tive de me ausentar por um instante. 

    Deixe seu comentário:

    publicidade

    publicidade

    publicidade

    publicidade