nsc

publicidade

Carolina

Joinville

Polêmica envolve cancelamento de espaço na Udesc para palestra do PSOL

Compartilhe

Por Carolina Bahia
19/09/2019 - 21h09 - Atualizada em: 19/09/2019 - 21h13

* Por Camila Faraco

A Universidade Estadual de Santa Catarina (Udesc), em Joinville, cancelou a reserva do auditório no Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), onde seria realizada palestra com o presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, nesta quinta-feira (19), às 19h30. O debate, promovido pelo diretório local do partido, tem o tema “A resistência aos ataques do governo Bolsonaro”.  

Medeiros classificou o ato como censura e disse que a lei autoriza que universidades possam ceder espaço para esse tipo de evento.   

— É injustificável. Se na universidade não pudermos fazer esse tipo de debate, onde poderemos?  

O presidente do PSOL acredita que o cancelamento foi causado por “pressão política de grupos ligados ao bolsonarismo”. A Udesc está em processo eleitoral para a reitoria da gestão 2020-2024. A eleição será no dia 16 de outubro. 

À coluna, o diretor do CCT, José Fernando Fragalli, afirmou que a solicitação de reserva do auditório foi feita por um aluno com uma descrição genérica do encontro. Ele disse que tomou conhecimento pelas redes sociais que se tratava de um ato político e de filiação partidária.  

— Não me senti confortável e resolvi cancelar. Também recebi mensagens de alguns professores que eram contrários à liberação do espaço, explicou.  

A palestra do PSOL acabou sendo transferida para o Sindicato dos Trabalhadores em Instituições de Ensino Particular e Fundações Educacionais do Norte (Sinpronorte) de Santa Catarina, para a mesma data.  

Leia também: UFSC e Udesc ainda têm 109 bolsas de pesquisa da Capes bloqueadas

Deixe seu comentário:

publicidade