nsc

publicidade

Clóvis

Política

Por que o Médio Vale decidiu ficar fora do Projeto Recuperar?

Compartilhe

Por Clóvis Reis
07/08/2019 - 08h05
projeto-recuperar-coluna-clovis-reis
Serra da Vila Itoupava, trecho da SC-108, em Blumenau, tem placas de sinalização cobertas pela vegetação (Foto: Patrick Rodrigues)

O governo do Estado lançou recentemente o Projeto Recuperar, que destina R$ 6,5 milhões mensais para a recuperação de rodovias. No total, nove consórcios formados por associações de municípios aderiram à iniciativa. Eles irão comprar o material e contratar a mão de obra para a manutenção das estradas.

Cada um deles receberá verba de acordo com a extensão da malha rodoviária. No total, 170 cidades foram contempladas. Os municípios do Alto Vale do Itajaí e do Litoral se incorporaram ao programa. Blumenau e os demais municípios do Médio Vale do Itajaí ficaram de fora. Em Florianópolis ninguém entendeu a decisão, que tira da região quase R$ 500 mil por mês. Há desconfiança de que o posicionamento tenha motivação política, apesar da explicação que os prefeitos deram ao governador.

Blumenau alegou que não integra o consórcio com o qual o convênio seria assinado. Os outros municípios prometeram adesão na segunda fase do projeto. A situação reitera o isolamento regional por um lado, e a falta de liderança de Blumenau por outro.

Todos perdem. Depois não adianta reclamar da falta de investimentos do Estado. A Capital avisa que está vacinada contra o discurso de um suposto abandono.

NOMINATA

Suplente de vereador do MDB, Eliomar Russi é mais um nome do PSD para a eleição à Câmara de Blumenau em 2020. Nos próximos dias, assume vaga no gabinete do deputado Ismael dos Santos (PSD).

PRESTÍGIO

O ex-prefeito Napoleão Bernardes assinou ficha no PSD ontem. O ato ocorreu em Florianópolis, com a participação dos principais líderes do partido no Estado. Os discursos se referiram ao espaço que o ex-prefeito ocupará nas eleições de 2022. Do ponto de vista local, a filiação não produz repercussões imediatas.

COMUNICAÇÃO

A diretriz de comunicação na campanha de reeleição do prefeito Mário Hildebrandt (sem partido) será algo na linha “o prefeito que efetiva os direitos do cidadão”, com foco nas ações do governo em áreas como educação, saúde, bem-estar e saneamento. Hildebrandt tem formação em Serviço Social.

Deixe seu comentário:

publicidade