publicidade

Navegue por
Dagmara

Balneário Camboriú lança licitação para molhe turístico no Pontal Norte

Compartilhe

Por Dagmara Spautz
05/12/2018 - 13h20 - Atualizada em: 05/12/2018 - 15h49
Foto: Reprodução prefeitura de Balneário Camboriú

A prefeitura de Balneário Camboriú lança nesta sexta-feira o edital de licitação do molhe do Pontal Norte. O valor de referência é de R$ 3,6 milhões, para uma estrutura de 300 metros que vai adentrar a Praia Central.

A principal função do novo molhe será servir de apoio à obra de alargamento da faixa de areia, prevista para sair no ano que vem. Mas o prefeito Fabrício Oliveira (PSB) diz que a ideia é torná-lo uma nova atração turística, semelhante ao molhe da Barra Sul.

O projeto de urbanização ainda deve sofrer modificações e detalhamento pela empresa que vencer a licitação. Mas a proposta é que haja algum atrativo na ponta do molhe _ o pré-projeto sugere uma obra de arte.

A expectativa é que a obra inicie logo após a temporada de verão, um pouco antes das obras de alargamento. De acordo com o prefeito, o molhe já tem licença ambiental e houve estudos de inclinação, trajeto e medidas para evitar qualquer transtorno à orla e às praias vizinhas.

Novo molhe
Novo molhe
(Foto: )

Sem água suja

Questionado sobre a possibilidade das águas do Rio Marambaia _ hoje poluídas _ serem direcionadas, pelo molhe, a outras praias, como a Praia do Coco ou a Praia Brava, em Itajaí, ele diz que não há risco.

_ A intenção não é levar água suja para a frente. Não trato o molhe como uma obra ambiental, mas turística. Quanto à questão ambiental temos que fazer a nossa parte _ afirmou.

Esta semana a prefeitura e a Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) estão lacrando uma série de esgotos irregulares que vinham caindo no rio. Na segunda-feira foi um hotel e uma lavação de carros. Na terça foi a vez de um condomínio, onde a ligação foi feita de maneira incorreta após uma obra.

Paralelo ao molhe, a prefeitura espera fazer no ano que vem o redimensionamento da rede de esgoto, passando a estrutura por dentro da tubulação de drenagem da água da chuva que permeia a Avenida Atlântica. A expectativa é que, com melhoria na coleta, o volume de tratamento de efluentes também aumente.

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação