nsc
nsc

Política

Cabe a Bolsonaro vetar a “turbinada” no fundão

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
16/07/2021 - 16h36
Presidente Jair Bolsonaro pode vetar aumento no fundão
Presidente Jair Bolsonaro pode vetar aumento no fundão (Foto: Alan Santos, PR)

Ainda há chances para desfazer o rombo que a “turbinada” no fundão eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional fará no orçamento de 2022. Cabe ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que está hospitalizado tratanto uma obstrução intestinal, vetar o texto - que retornaria então ao Parlamento, para a palavra final.

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo WhatsApp

Além do evidente sinal de que deputados e senadores não levaram em conta a situação do país ao injetar mais recursos para os partidos no ano que vem, o aumento no valor do fundão afeta a capacidade do governo de investir em políticas públicas.

Ocorre que o fundo eleitoral conta para o teto de gastos. Isso significa que os parlamentares retiraram R$ 5,7 bilhões do que o governo terá à disposição para gastar em 2022 em saúde, educação e infraestrutura, por exemplo.

Como deputados e senadores de SC votaram na "turbinada do fundão"

Contra, mas a favor

Em Santa Catarina, apenas cinco dos 19 parlamentares que representam o Estado no Congresso Nacional votaram contra a proposta – quatro deputados e um senador (veja lista completa abaixo).

Nesta sexta-feira (16) vários parlamentares no país, que votaram a favor do aumento, disseram que são contra o reajuste e só votaram "sim" porque ele estava embutido na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Empresa de Itajaí negociou vacinas com Pazuello pelo triplo do preço, diz jornal

Os deputados Daniel Freitas (PSL) e Caroline de Toni (PSL) estão entre eles. Ambos divulgaram manifestação de voto a favor do destaque apresentado pelo partido Novo que pretendia separar o fundo eleitoral da LDO. Essa votação foi simbólica, o que torna os votos “secretos”.

A tentativa do Novo não surtiu efeito, e a proposta seguiu para o Senado com o fundão turbinado – que, mais uma vez, foi aprovado pela maioria.

Entre os partidos, orientaram voto contrário à proposta PT, PSB, PDT, Podemos, PSOL, Novo, PV e Rede. Orientaram voto a favor PSL, PP, PL. PSD, DEM, MDB, PSDB, Solidariedade, PROS, PSC, PTB e Cidadania.

Veja como votaram os catarinenses:

CÂMARA DOS DEPUTADOS

Angela Amin (PP) - SIM

Carlos Chiodini (MDB) - SEM VOTO

Carmen Zanotto (Cidadania) - NÃO

Caroline de Toni (PSL) - SIM

Celso Maldaner (MDB) - SIM

Coronel Armando (PSL) - SIM

Daniel Freitas (PSL) - SIM

Darci de Matos (PSD) - SIM

Fabio Schiochet (PSL) - SIM

Geovania de Sá (PSDB) - SIM

Gilson Marques (Novo) - NÃO

Hélio Costa (Republicanos) - SIM

Pedro Uczai (PT) - NÃO

Ricardo Guidi (PSD) - SIM

Rodrigo Coelho (PSB) - NÃO

Rogério Peninha (MDB) - SIM

SENADO

Dario Berger (MDB) – NÃO

Espiridião Amin (PP) – Ausente

Jorginho Mello (PL) – Ausente

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia mais:

Teve reação à vacina da Covid-19? Saiba o que fazer

Vídeo mostra o acidente fatal com time de futsal na BR-376; veja

Policial rodoviário de SC morre aos 56 anos vítima da Covid-19 no Alto Vale

Vídeo flagra meteoro do tamanho de uma bola de basquete no céu catarinense

Jovem fez alerta para amiga antes de ser morta em Hotel: "Guri estranho"

Variante Delta: veja a eficácia de cada uma das vacinas da Covid

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas