nsc
nsc

Pandemia

Em tempos de guerra contra o vírus, indústria se arma com respiradores

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
13/04/2020 - 08h35 - Atualizada em: 14/04/2020 - 09h57
Indústria de Santa Catarina entra na corrida para produzir respiradores (foto: Leo Munhoz, Arquivo NSC)
Indústria de Santa Catarina entra na corrida para produzir respiradores (foto: Leo Munhoz, Arquivo NSC)

Santa Catarina entrou na corrida mundial para suprir a demanda por respiradores com a disponibilidade da Weg para adaptar a estrutura da linha de produção, em parceria com a empresa Lentsung. Outra indústria catarinense, ainda mantida em sigilo, também entrou em contato com a Fiesc e ofereceu o parque fabril para produzir o equipamento.

Em Brasília, a deputada federal Carmen Zanotto, que ficou responsável pela coordenação do combate à pandemia na região Sul, é a responsável pela interlocução entre as empresas e o governo. Diz que há urgência em acertar os detalhes para iniciar a produção. O movimento vem ocorrendo em diversos países, em maior ou menor proporção, conforme avança a pandemia. Nos EUA, por exemplo, montadoras como GM, Ford e Tesla estão envolvidas em projetos de respiradores. No Reino Unido, um consórcio une da Airbus à Rolls-Royce.

Essa adaptação das indústrias reforça que o cenário é semelhante ao das guerras, quando as fábricas também tiveram que adaptar a produção para atender aos governos. Ao invés da corrida armamentista, no entanto, desta vez o desafio é para salvar vidas. A adaptação da indústria é uma das quatro frentes capitaneadas pela iniciativa privada no Estado para suprir a demanda por respiradores. A importação está na lista. Caminho que poderia ser simples em tempos normais, mas a dificuldade para trazer os equipamentos do exterior vai desde a falta de produtos no mercado, até a concorrência desleal de preços, que deixa em vantagem os países com maior poder econômico.

Leia mais: WEG começa entrega de respiradores no início de maio

Outra frente é o conserto dos respiradores que estavam em desuso, já em andamento. E, por fim, testes para adaptar respiradores de uso veterinário para humanos. Nesse caso, não é certo se os aparelhos teriam capacidade para atender os pacientes mais graves.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas