nsc
    nsc

    Informal

    Encontro fechado reúne ministro, empresários e estrelas da música em Balneário Camboriú

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    09/01/2020 - 16h00 - Atualizada em: 09/01/2020 - 16h05
    Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, entre Daniel Freitas e Jorginho Mello (Foto: Divulgação)
    Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, entre Daniel Freitas e Jorginho Mello (Foto: Divulgação)

    Um grupo de empresários e líderes do agronegócio no Brasil está reunido em Balneário Camboriú, nesta quinta-feira (9), com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. O encontro não está na agenda oficial do Ministério, e tem tom informal. Entre os convidados estão políticos, empreendedores de todo o país e até pop stars da música, como Bruno, da dupla Bruno & Marrone, César Menotti, que faz dupla com Fabiano, e Alexandre Pires.

    Entre os empresários, um dos representantes de Santa Catarina é Luciano Hang. Também há nomes da indústria da construção civil e de outros setores entre os participantes. Eles fazem parte de um grupo de Whatsapp, em que falam sobre propostas para o país. Durante o encontro, anunciaram que vão lançar um site voltado aos empreendedores do Brasil.

    Terceiro encontro

    Essa é a terceira vez que os participantes do grupo se encontram. A reunião ocorre em um condomínio de Balneário Camboriú na Avenida Atlântica, de frente para o mar.

    A programação inclui homenagens ao ministro, por "ações em prol do Brasil", e a alguns empresários, por práticas inovadoras. O prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, foi homenageado por ações de fomento ao empreendedorismo na cidade.

    Entre os políticos presentes estão o senador Jorginho Mello e o deputado federal Daniel Freitas.

    Disputado

    Em tempo: chama atenção a presença disputada do ministro Tarcísio Gomes de Freitas, cujas férias terminaram na quarta-feira (8). Freitas era aguardado para a inauguração da nova bacia de evolução dos portos de Itajaí e Navegantes, que ficou pronta no ano passado. A cerimônia ainda não ocorreu por falta de disponibilidade de agenda.

    Embora a obra tenha sido tocada pelo Estado e concluída pelos portos de Itajaí e Navegantes, a presença do ministro é fundamental para discutir a sequência da obra, com o início da segunda etapa – essa, sim, de responsabilidade do governo federal.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas