nsc
nsc

Ministério da Saúde

Fabricante da CoronaVac diz que empresa de Itajaí não tinha autorização para negociar vacinas

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
20/07/2021 - 08h10 - Atualizada em: 21/07/2021 - 06h28
Vacina Coronavac é produzida pelo Instituto Butatan no Brasil
Vacina Coronavac é produzida pelo Instituto Butatan no Brasil (Foto: Divulgação)

A farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, que desenvolveu a CoronaVac, emitiu uma nota oficial em que contesta a hipótese de negociação entre a empresa catarinense World Brands, de Itajaí, com o Ministério da Saúde para venda de 30 milhões de doses. O laboratório ressalta que apenas o Instituto Butantan tem autorização para negociar a Coronavac no Brasil.

Receba as principais informações de Santa Catarina pelo WhatsApp

“No Brasil, somente o Instituto Butantan, nosso parceiro exclusivo, pode comprar a CoronaVac. Trabalhamos duro para que o Instituto Butantan forneça vacinas acessíveis ao povo brasileiro”, diz um trecho do comunicado. Veja a nota completa no site da Sinovac Biotech.

O texto, em inglês, foi publicado no domingo (18), após ter repercutido o vídeo de uma reunião entre representantes da World Brands, que é uma empresa de comércio exterior, e o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. O general fala, na gravação, que o memorando para fechar o negócio estava sendo preparado.

Empresa de Itajaí negociou vacinas com Pazuello pelo triplo do preço, diz jornal

Segundo apuração da Folha de S. Paulo, a negociação previa pagamento de R$ 4 bilhões logo após a assinatura do contrato, antes da chegada das doses. A compra não prosperou, mas entrou no foco da CPI da Covid.

O ex-ministro Eduardo Pazuello emitiu nota em que afirmou ter identificado inconsistências na proposta da World Brands. "Após a gravação, os empresários se despediram e, ato contínuo, fui informado que a proposta era completamente inidônea e não fidedigna. Imediatamente, determinei que não fosse elaborado o citado memorando de entendimentos (MoU), assim como que não fosse divulgado o vídeo realizado", informou.

Dono de empresa de Itajaí recebida por Pazuello já foi condenado por fraude em importação

A coluna vem tentando desde sexta-feira um contraponto da World Brands, sem sucesso. Na segunda-feira (19) à tarde, estivemos na sede da empresa, que fica em um prédio comercial na Avenida Marcos Konder, no Centro de Itajaí. O escritório estava aberto, e havia funcionários trabalhando normalmente. A informação repassada pela World Brands foi de que a empresa não vai se manifestar.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia também

Teve reação à vacina da Covid-19? Saiba o que fazer​​

Vídeo flagra meteoro do tamanho de uma bola de basquete no céu catarinense​​

Variante Delta: veja a eficácia de cada uma das vacinas da Covid

O que falta para levar Pazuello à cadeia?

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas