nsc
    nsc

    Queda vertiginosa

    Por coronavírus, aeroportos da Infraero em SC passam de 60 para dois voos por dia

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    30/03/2020 - 17h17 - Atualizada em: 30/03/2020 - 17h19
    Aeroporto de Navegantes (Foto: Luiz Carlos Souza)
    Aeroporto de Navegantes (Foto: Luiz Carlos Souza)

    O impacto econômico mais evidente da pandemia de coronavírus, desde que o vírus começou a se alastrar pelo mundo, é o que reflete na malha aérea. Em Santa Catarina, os dois aeroportos administrados pela Infraero, Navegantes e Joinville, passaram de uma média de mais de 60 voos diários, no início deste mês, para apenas dois voos no último fim de semana.

    Em Navegantes, que teve 48 voos diários no pico de movimentação, na primeira semana de março, registrou a primeira grande redução no dia 24, terça-feira passada. Eram previstos 20 voos – menos da metade do normal – mas apenas 11 foram confirmados. Das três companhias que operavam no terminal, apenas a Latam manteve rotas ativas.

    Como resultado, apenas quatro voos foram operados no terminal no fim de semana – dois no sábado, e dois no domingo.

    Movimentação de voos em Navegantes no mês de março
    Movimentação de voos em Navegantes no mês de março
    (Foto: )

    Em Joinville, que no início do mês registrou de 15 a 19 voos diários, as companhias aéreas deixaram de operar. O primeiro dia sem nenhum voo no terminal foi 24 de março.

    Movimentação de voos em Joinville no mês de março
    Movimentação de voos em Joinville no mês de março
    (Foto: )

    A queda vertiginosa é resultado dos cancelamentos por parte dos próprios passageiros, que estão em isolamento social em diversos pontos do país, e também da readequação da malha aérea, por parte das empresas.

    Em todo o Brasil, os 39 aeroportos administrados pela Infraero que possuem voos diários repetiram a tendência de queda. A média de voos, no início do mês, foi de 1,4 mil a 1,7 mil por dia. No fim de semana havia apenas 146 voos previstos – e só 80 foram mantidos.

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deverá disponibilizar uma linha de financiamento específica para ajudar as companhias aéreas, a partir de abril .

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​​​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas