nsc
nsc

Litoral

Prédios nas praias agrestes de Balneário Camboriú poderão ter no máximo três andares

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
23/01/2020 - 19h17 - Atualizada em: 24/01/2020 - 08h18
Praia do Estaleiro (foto: Celso Peixoto, Divulgação)
Praia do Estaleiro (foto: Celso Peixoto, Divulgação)

A reunião do Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental (APA) Costa Brava, em Balneário Camboriú, na quarta-feira (22) terminou com a recusa a prédios com mais de três andares nas praias agrestes. As discussões sobre os parâmetros construtivos chegaram a incluir a possibilidade de até cinco andares em algumas ruas das praias do Estaleiro e Estaleirinho.

Horas antes da reunião, o prefeito Fabrício Oliveira manifestou-se publicamente contrário à verticalização da região.

Os três pavimentos estão um pouco acima do limite atual, que é de dois andares e meio. As discussões seguirão ocorrendo, porque o Conselho Gestor ainda tem outros parâmetros a definir nas próximas semanas. Entre eles, o limite de tamanho dos imóveis - o que pode interferir no crescimento populacional da região.

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Últimas do colunista

Loading interface...
Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas