Navegue por

publicidade

Diogo

11 alvos

Polícia Civil ouvirá vítimas de quadrilha que furta e revende celulares em Florianópolis

Compartilhe

Por Diogo Vargas
15/10/2018 - 14h14 - Atualizada em: 15/10/2018 - 14h29
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Florianópolis)

A Polícia Civil de Florianópolis vai ouvir as vítimas de furtos e da revenda de telefones celulares na região do Mercado Público e interrogar suspeitos. Ao menos 11 alvos foram identificados por envolvimento com a receptação e venda dos aparelhos.

O delegado da 1ª DP, Rodolfo Cabral, afirma que a investigação conseguiu a materialidade dos crimes a partir das buscas e apreensões. Os 11 mandados foram cumpridos na semana passada na Capital, São José e Palhoça.

"Negócio promíscuo"

– Esse pessoal aliciava moradores de rua e viciados para os furtos dos celulares. Depois, recebiam, resetavam e distribuíam em lojas de usados. Era um negócio bastante promíscuo – afirma o delegado.

Foram apreendidas caixas de telefones. A polícia suspeita que elas seriam usadas para a comercialização dos celulares como se eles fossem novos.

– Tivemos dois casos de prisão em flagrante ao longo da investigação, quando vítimas que tiveram o celular furtado foram numa dessas lojas e se depararam com o celular furtado – diz Cabral.

Devolução dos aparelhos

Após os depoimentos, a polícia deverá fazer a devolução dos 144 telefones apreendidos na operação. A ação é realizada em conjunto com a Guarda Municipal.

Segundo o delegado, há filmagens da ação da quadrilha, que agia na região do largo da Alfândega e do Mercado Público de Florianópolis.

Durante a investigação, a polícia recebeu denúncias de ameaças contra as vítimas.

Leia mais notícias e análises de Diogo Vargas

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação