Navegue por

publicidade

Diogo

Segurança prisional

Presídios recebem 337 armas em Santa Catarina

Compartilhe

Por Diogo Vargas
14/06/2018 - 15h41 - Atualizada em: 14/06/2018 - 16h02
Armas presídios Santa Catarina
(Foto: James Tavares/Secom)

O Departamento de Administração Prisional (Deap) de Santa Catarina recebeu nesta quinta-feira 337 armas. A compra foi divulgada como sendo a maior já efetuada ao departamento. Os recursos vieram do governo federal, mas a utilização foi definida pelo Estado.

Entre as armas e equipamentos estão 65 fuzis, 72 carabinas, 200 espingardas, 2,4 mil granadas não letais, mil espargidor de pimenta, 100 cartuchos de lançamento de dardos, 200 mil munições e mil coletes balísticos.

Também foram entregues duas viaturas para o transporte de presos em escoltas consideradas de alto risco. A distribuição atingiu as 50 unidades prisionais. O governo do Estado realizou pela manhã uma solenidade no saguão do Centro Administrativo para marcar o repasse.

– São equipamentos importantes que reforçam a segurança do sistema prisional catarinense, as escoltas, o reforço nas muralhas e as operações – disse o secretário da Justiça e Cidadania, Leandro Lima.

No discurso, Lima lembrou a dificuldade atual da falta de vagas para detentos. Ressaltou que considera o impasse questão pontual na Grande Florianópolis diante da recusa das prefeituras em receber novos presídios.

– Nosso sistema está funcionando plenamente, as escoltas, os atendimentos jurídicos, as oficinas. A nossa dificuldade segue sendo pontual na Grande Florianópolis em que as prefeituras não aceitam a construção de novas unidades, o que coloca a sociedade em risco – alertou o secretário.

​​​​​​​Leia mais notícias análises de Diogo Vargas​​​​​​​​​​​​​

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação