Navegue por

publicidade

Diogo

Entrevista

"Temos pessoas experts em todas as áreas", diz presidente da Associação de Militares

Compartilhe

Por Diogo Vargas
03/11/2018 - 08h00 - Atualizada em: 03/11/2018 - 08h00
coronel sérgio sell
Coronel Sérgio Sell, presidente da Associação de Oficiais Militares de Santa Catarina (Foto: Divulgação Acors)

Presidente da Associação de Oficiais Militares de Santa Catarina (Acors), o coronel Sérgio Sell diz que mandou recado ao governador eleito Carlos Moisés da Silva (PSL): “Se quiseres indicamos todo o teu secretariado”. Obviamente, foi em tom de brincadeira ao colega coronel da reserva.

Os próximos dias serão marcados por expectativa que Moisés faça anúncios da equipe. Sell prefere não arriscar nenhum nome, mas garante que há oficiais experts em todas as áreas.

O representante da Acors, entidade com 1,3 mil sócios que se envolveram forte na campanha, afirma que ainda não se reuniu com o eleito depois da vitória:

Moisés

“Refletimos essa semana na reunião de diretoria sobre o futuro governo. A associação em si não vai se envolver na estrutura de governo, na parte política. Estamos preocupados com a composição de tudo? Com certeza estamos. Mas também estamos tranquilos. Diferente do que outros disseram, as pessoas que o conhecem sabem que o Moisés é extremamente preparado, correto, ético e sério. O governo dele tende a ser de bom a excelente”.

Segurança em SC

“Ele tem plena consciência de como pegou o Estado. Agora, sabemos que Santa Catarina é um Estado diferenciado em relação ao Brasil. Segurança pública de SC tem um diferencial. A gente faz coisas aqui que outros Estados não acreditam. Não só a PM e Bombeiros Militar, mas Polícia Civil, IGP, a própria Justiça e Cidadania”.

Técnicos

“Acreditamos que ele vai seguir a risca o que disse na campanha: colocar pessoas técnicas, com conhecimento, que queiram fazer. Agora, indicação de pessoas talvez não sejamos nós as pessoas indicadas para citar nomes. Infelizmente, nós militares não temos esse envolvimento político partidário tão transigente. Agora, uma grande parcela do funcionalismo e da sociedade tem”.

Restabelecer a ordem

“Usamos as expressões (em mensagem publicitária) que temos na nossa bandeira nacional: ordem e progresso. É o jargão. Pessoas me ligaram gostando dizendo que ficou legal aquela citação da bandeira do Brasil. Foi um recado diferente”.

Comando da PM

“O atual comandante-geral (coronel Araújo Gomes), não podemos negar que é uma pessoa diferenciada. Tem uma boa visão de operacionalidade, sempre foi um cara operacional e muito inteligente. Não temos nada a reclamar. Somos muito partícipes de muita coisa”.

Secretariado

“Mandei recado para ele (Moisés): ‘Ó, se quiseres a gente indica todo o secretariado. Temos pessoas que são experts na área da fazenda, educação, segurança, que conhecem a situação. Quem consegue administrar uma corporação com hoje 10,5 mil homens, com praticamente metade dos recursos no ano, acredito que alguma coisa a gente deve saber fazer”.

Leia mais notícias e análises de Diogo Vargas

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação