nsc
    nsc

    2018 foi o ano que mais trabalhei na NSC. Que venham mais 12 meses!

    Compartilhe

    Edsoul
    Por Edsoul
    31/12/2018 - 07h15 - Atualizada em: 31/12/2018 - 07h14
    Colunista e apresentador Edsoul
    Obrigado, leitores, por acompanharem meu trabalho. Foto: Arquivo Pessoal

    Uma coisa é certa, 2018 foi o ano que mais trabalhei aqui nos veículos da NSC. Só matérias na telinha foram mais de 260, e na HORA, mais de 930 notas, distribuídas em mais de 300 edições do nosso Rolê. Além disso, assumi o compromisso de mobilizar em nossos veículos o desligamento do sinal analógico e apresentar um novo programa na grade.

    Liberata, o projeto multimídia que contou a história de uma escrava que buscou em meados de 1800 a sua liberdade na justiça, também foi um projeto especial ao qual me dediquei e muito ao lado da queridíssima repórter especial dos jornais Ângela Bastos. Fora do trabalho formal, o meu projeto Circuito Troca de Ideias contemplou 20 escolas públicas da Grande Florianópolis, totalizando mais de 4 mil jovens, que através das palestras de prevenção, estiveram próximos da trajetória de um favelado que luta todos os dias para dar certo.

    Mas, na boa, o que me fez ter forças para atravessar este ciclo turbulento foi o que tenho como alicerce da minha vida: ser pai, esposo, filho e amigo. Certamente foram essas coisas que me mantiveram focado no ano que passou. Para 2019, eu desejo que seja tudo ainda mais exigente, que tenhamos mais trabalho e entrega.

    Mas saibam, meus queridos, que se vocês não estiverem comigo, nada fará sentido. Obrigado por estarem lendo as reflexões do pretinho aqui no Rolê, acompanhando minhas prestações de serviço na NSCTV e também no programa Nossa Santa Catarina. Somos e sempre seremos um só.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas