nsc
    nsc

    Rolê com Edsoul 

    Boate clandestina funcionava em área de preservação no alto do Morro da Cruz

    Compartilhe

    Edsoul
    Por Edsoul
    11/10/2019 - 16h05 - Atualizada em: 11/10/2019 - 16h01
    Colocando a casa em ordem.
    Boate clandestina. Foto: Divulgação

    Na manhã de ontem, fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Planejamento e Desenvolvimento Urbano (SMDU) e da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Floram) realizaram uma operação em duas ocupações irregulares em pequenas edificações no alto do Morro da Cruz. Os dois cubículos ficam próximos ao mirante do alto do morro, dentro do Parque do Morro da Cruz, definida como Área de Preservação Permanente. A fiscalização removeu móveis, grades e portas, e os espaços serão lacrados para evitar uma nova invasão. A operação ocorreu com o apoio da Polícia Militar de Santa Catarina. Um dos cubículos era possivelmente utilizado como uma boate.

    Colocando a casa em ordem
    Policiais estavam no local
    (Foto: )

    Dentro havia um bar, com várias garrafas de cerveja e whisky. Também havia um sistema de ar-condicionado. A energia estava ligada de maneira clandestina em um gerador que abastecia as torres de transmissão de canais de rádio e TV instalados no local. No outro espaço morava um casal, que disse que pagaria R$100 ao senhor que administrava a boate como uma espécie de aluguel. Os três foram orientados a retirar seus pertences e deixar o espaço. A Floram e a SMDU ressaltam que conta com o apoio da população para denunciar casos de ocupações em áreas irregulares e crimes ambientais. O telefone para denúncias na SMDU são os (48) 3251-4902 ou 3251-4951. Para denúncias ambientais relacionadas à Floram basta ligar no (48) 3251-6535.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas