nsc
    nsc

    Rolê com Edsoul 

    Pra não faltar comida a famílias do Norte da Ilha

    Compartilhe

    Edsoul
    Por Edsoul
    06/04/2020 - 15h55
    comidas
    (Foto: Erbert Silva / Divulgação)

    Quinze quilos de arroz, dez de carne moída, quatro de feijão, vinte pacotes de macarrão e muitas mãos na massa. Esta é a receita da solidariedade que tem servido cerca de 200 almoços por dia no Norte da Ilha.

    As duas cozinhas comunitárias foram improvisadas por voluntários no salão paroquial do Santuário Sagrado Coração de Jesus, coordenado pelo padre André, assim que começaram as restrições para evitar o contágio de Covid-19.

    ​> Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

    Com o passar dos dias, as necessidades aumentaram para além de um prato de comida. Fraldas para crianças e idosos, remédios, botijão de gás estão entre os itens de sobrevivência já em falta para as famílias mais carentes. Só mesmo um mutirão para dar conta. Por isso, o pessoal está recrutando mais corações para esta tarefa.

    "Acreditamos que esta semana da páscoa será propícia para tocar o coração das pessoas que podem ajudar. Todos os dias encontramos mães sem ter o que dar de comer para as crianças em casa, é impossível ver essa situação e não fazer algo pra ajudar", apela Erbert Silva, um dos 10 participantes da iniciativa batizada de Grupo de Apoio Ponto de Amor.  

    Contato:

    Todos os dias das 10h às 18h, no salão da paróquia: Rua Intendente João Nunes Vieira, 1529 - Ingleses do Rio Vermelho.

    Erbert Silva (48) 98846-2510  / Whatsapp (81) 99187-9431.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas