Parece que foi ontem, que a sua energia estava por aqui, contagiando a todos e espalhando alegria por onde quer que passasse. Nesta quinta-feira (10), faz um ano que o Rei Momo Hernani Hulk nos deixou, depois de enfrentar um câncer. Foram mais de três décadas de reinado, mais de trinta rainhas e, aproximadamente, sessenta princesas que acompanharam de perto os compromissos incansável que vossa realeza tinha em prol do nosso carnaval.

Continua depois da publicidade

> Conheça a história de Hernani Hulk, Rei Momo da Capital há 30 anos

Sobre a perda de uma pessoa tão especial como o nosso Hernani, podemos resumir em uma única palavra, saudade. Agora, sobre comprometimento com a cultura que movimenta milhares de pessoas, a palavra é sensibilidade. Poucas pessoas entenderam e entendem, a importância que a construção do Carnaval tem para os anônimos envolvidos. Nunca, em nenhum momento, se viu o nosso rei negando sorrisos, registros e visitas aos súditos.

> “Estamos sem clima para falar em Carnaval”, diz presidente do Berbigão do Boca, em Florianópolis

Meu querido, nós seguimos aqui com esse sentimento de aperto no peito. Todos os dias lembramos do pai espetacular, do avô coruja, do companheiro leal e, obviamente, do amigo fiel que tivemos a sorte de ter em nossos caminhos. Esse pequeno trecho é sim, para valorizar sua passagem por este plano. Mas, sobretudo, para dizer que o amamos.

Continua depois da publicidade

Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

Destaques do NSC Total