nsc

publicidade

Eduarda

Júri popular

Homem é condenado a 18 anos de prisão por matar companheira na frente da filha

Compartilhe

Por Eduarda Demeneck
11/09/2019 - 09h47
Foto: Assessoria TJSC

Mabson Jean Souza dos Santos, de 28 anos, foi considerado culpado pela morte da companheira no júri popular que ocorreu na terça-feira (10), em Lages, na Serra catarinense. Ele deve cumprir a pena de 18 anos e oito meses em regime inicial fechado.

O crime aconteceu em dezembro de 2017. Edimara Vargas Ribeiro, de 28 anos, foi encontrada morta em cima da cama do casal com marcas de agressão. Pela denúncia, o agressor teria matado a companheira na frente da filha do casal de apenas dois anos.

O homem tinha uma união estável com a vítima fazia oito anos e, conforme denúncia feita pelo Ministério Público, nos últimos tempos passou a demonstrar comportamento violento em relação à companheira. Ele estava preso desde outubro de 2018.

Durante o processo, foram ouvidas 14 testemunhas. Quando interrogado pelo juiz Geraldo Corrêa Bastos, promotoria de justiça e defesa, durante a sessão, o homem negou as acusações. Ele pode recorrer da decisão junto ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

Deixe seu comentário:

publicidade