publicidade

Navegue por
Eduarda

Servidores da saúde de Lages se vestem de preto para protestar

Compartilhe

Por Eduarda Demeneck
07/03/2019 - 17h07 - Atualizada em: 07/03/2019 - 17h08
(Foto: Sindicatos dos Servidores Municipais de Lages / Divulgação)

Funcionários do Pronto Atendimento Tito Bianchini trocaram o jaleco branco pela roupa preta nesta semana. O Pronto Atendimento é o maior de Lages e fica no Centro da Cidade. Segundo os funcionários, essa foi uma forma que eles encontraram de protestar pelos baixos salários sem fazer greve. Na camiseta a frase "Pronto Socorro em Luto". Entre as reivindicações dos enfermeiros e técnicos de enfermagem estão o pagamento de insalubridade, jornada de 30 horas e equiparação dos benefícios para todos os profissionais da saúde do município.

Eles afirmam que recebem menos, por exemplo, que os profissionais das unidades básicas de saúde, que atuam nos bairros.

Na sexta-feira (8), às 14h uma reunião está marcada entre Sindicado dos Servidores Municipais e o prefeito Antônio Ceron, na prefeitura para discutir a pauta de reivindicações.

A Secretária de Saúde do Munícipio, Odila Waldrich foi procurada, mas, não quis falar sobre o assunto.

Leia também

:: Governador de SC vai ao STF para questionar lei do repasse mensal à saúde

:: Sindicato dos médicos de SC entrará com ações contra plano de saúde por falta de pagamento

:: Cuidados com o HIV na rede pública de saúde

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação