A Associação Empresarial da Região Metropolitana de Florianópolis (Aemflo), que atua em conjunto com a CDL de São José, lançou nesta quinta-feira a segunda edição do Prêmio Aemflo de Inovação. O objetivo é fortalecer a cultura da inovação junto a empresas associadas de todos os setores e portes, nas categorias de indústria, comércio, serviços, tecnologia e educação.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Para se inscrever, as empresas interessadas deverão fazer a inscrição até o dia 28 de março. Devem preencher um formulário contando um resumo da inovação realizada. Isso deverá ser feito no site www.aemflo-cdlsj.org.br. As avaliações serão de 01 a 05 de abril e a entrega dos prêmios está agendada para o dia 18 de abril, na casa de eventos Arena Opus, em São José, com palestra de Marcos Piangers.

Serão consideradas inovações o uso de ferramentas e formas para estimular a criatividade em processos internos ou de atendimento ao público. No ano passado, 11 empresas foram premiadas. Este ano serão mais porque entrou a categoria Educação.

Segundo o presidente da Aemflo, Gilberto Rech, o prêmio, que acontece na segunda edição, vem para ajudar as empresas a focar em inovação. Vem mostrar que com inovação elas podem realizar verdadeiras mudanças num processo contínuo de aprendizagem.  

Continua depois da publicidade

– Muitas empresas têm dificuldades para colocar em prática processos de tecnologia e inovação. A iniciativa da Aemflo em promover essa premiação, colabora com as empresas para executar as inovações que necessitam – diz Gilberto Rech.

Para o diretor institucional da Federação das Associações Empresariais de SC (Facisc), Odílio Guarezi, essa premiação é importante porque valoriza as empresas que já adotam inovação em seus processos e incentiva as demais a seguirem esse exemplo.

– Empresas que não inovam, não se reinventam, podem ficar fora do mercado – alerta Guarezi.

Inovação gera riqueza

A iniciativa da Aemflo, embora seja de uma associação regional, é relevante para disseminar a cultura da inovação. Isso porque inovar é o que existe de mais estratégico e gerador de riqueza no mundo dos negócios.

Um exemplo disso é o setor de tecnologia no mundo. Em 2023, por exemplo das 10 empresas globais com maior valor de mercado, sete eram do setor de tecnologia. O ranking teve, na ordem, Apple, Microsoft, Amazon, Google, Meta (Facebook), Berkshire Hathaway, Alibaba, Tencent (TI), Johnson & Johnson e JPMorgan Chese.

Continua depois da publicidade

Para as indústrias, também é fundamental. Elas destacam o índice de inovação, isto é, qual é o percentual da receita líquida da empresa que vem de produtos inovadores. A gigante catarinense WEG, em 2023, tinha 59,3% da receita vinda de produtos lançados nos últimos cinco anos.

Santa Catarina é um dos estados mais inovadores. Empresas locais já foram vencedoras do Prêmio Nacional de Inovação (PNI) diversas vezes. A pesquisa e desenvolvimento, que gera inovação, deveria ser uma das prioridades de todas as empresas, na avaliação dos especialistas nesse tema.

Leia também

Com R$ 1,2 bilhão em projetos, construtora lança empreendimento na cidade que mais cresce em SC

“BRDE oferece soluções que vão além de operações de crédito”, diz presidente do banco

Nova política industrial traz missões positivas e pontos de alerta para SC

Mais de mil empresas afetadas por chuvas fazem empréstimos emergenciais via BRDE

Destaques do NSC Total