nsc
nsc

publicidade

Fiquei ligado

As profissões que irão bombar em 2020

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
31/12/2019 - 10h00
Inteligência artificial é um dos ramos do setor de tecnologia que deve ter oportunidades em 2020 (Divulgação)
Inteligência artificial é um dos ramos do setor de tecnologia que deve ter oportunidades em 2020 (Divulgação)

Carreiras no setor de tecnologia, especialmente nos segmentos de desenvolvimento de sistemas, inteligência artificial, processos e indústria 4.0 (internet das coisas) estarão em alta em 2020, tanto em Santa Catarina, quanto no Brasil. Mas com a expectativa de um melhor ritmo de crescimento da economia do país, muitas vagas devem ser abertas também em setores tradicionais como saúde, educação, demais serviços, na indústria e no agronegócio.

Nesta virada de ano, diversas listas sobre profissões em evidência são divulgadas. Para diversificar, buscamos três fontes de informação, duas das quais em Santa Catarina.

Veja três listas sobre carreiras que são mais demandadas no mercado:

Lista 1

Setores em alta em SC

O diretor de Inovação da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) e superintendente da Fundação Certi, José Eduardo Fiates, um dos principais líderes da área de inovação no Estado, listou quatro grandes setores que sempre estão em alta e são chaves para o desenvolvimento e disse que atividades tradicionais também vão oferecer mais oportunidades em 2020 porque a economia vai crescer mais.

1 – Tecnologia da informação – Não só desenvolvimento de software que sempre tem uma demanda muito grande, mas também Big Data, Blockchain, Analytics, ou seja, toda a parte cada vez mais sofisticada de computação, software e tecnologia da informação. E o modo para se preparar para isso é estudando, fazendo treinamentos especializados, cada vez mais customizados e menos extensos, minicursos e treinamentos com atividade prática.

2 – Engenharias para a indústria 4.0 – Isso inclui engenharia que mescla mecânica, eletrônica e mecatrônica orientada para a indústria 4.0. Isso porque as indústrias estão buscando cada vez mais essas soluções para integrar máquinas, processos e sistemas de informação. O profissional que domina mecânica, eletrônica e software vai ter esse diferencial. Para isso, é preciso procurar bons cursos de engenharia, não dá para resolver isso com cursos de curta duração. É preciso ter boa base, bons professores e bons laboratórios para fazer experiências para chegar ao mercado preparado. MBA e especializações são caminhos para quem já é formado.

3 – Economia criativa - No mundo, esse setor tende a crescer cada vez mais, integrando áreas de design, jornalismo, cinema, audiovisual, gastronomia e cultura. Toda a área mais voltada para turismo, conteúdo e entretenimento. Isso pode ser tanto para consumidores finais na forma de apps (aplicativos), soluções para negócios, quanto para fornecer a outras empresas para publicidade e consultoria. Isso requer profissionais da música, cinema, cultura, história, geografia e outras carreiras. Depende mais do talento para gerar conteúdo com significado e emoção, do que do curso que fez.

4 – Logística e mercado  Essa área que envolve negócios internacionais, logística, mercados e interação com os clientes é estratégica. Está sempre em alta, mas com a globalização, dificuldades de mercados e barreiras comerciais, esse mercado está cada vez mais complexo e usa tecnologias de ponta para ser mais competitivo. Tanto profissionais no nível de graduação, quanto de pós-graduação podem ter boas oportunidades de colocação nesse mercado.

5 - Atividades clássicas – Temos também as profissões clássicas que têm demanda natural. Uma das áreas é a de saúde, que demanda muitos recursos porque o Brasil precisa melhorar muito, ainda tem desafios enormes. Há a área de Direito, porque a legislação brasileira é complexa, o mesmo vale para as carreiras de contabilidade e economia. E existem ainda desafios enormes na educação e na sustentabilidade.

Desenvolvimento de programas com perfil mobile estarão em alta em 2020
Desenvolvimento de programas com perfil mobile estarão em alta em 2020
(Foto: )

Lista 2

Profissionais relevantes

Em função da dinâmica economia de SC, a multinacional israelense Ewave, especializada em recrutamento de profissionais na área de tecnologia, abriu filial no Ágora Tech Park, em Joinville, em agosto. A empresa atende alguns dos grandes grupos catarinenses. Entre o Natal e o ano novo, tinha 160 vagas abertas. O gestor regional Rogério Borelli Filho informou as principais funções na área de TI demandadas para SC.

1 – Desenvolvedor de software com perfil mobile. Profissional capacitado a desenvolver soluções para rodar nos sistemas operacionais IOS (produtos da Apple) e Android (demais celulares).

2 – Desenvolvedor mobile na linguagem de programação Java, com conhecimento sênior.

3 – Programador C++. Essa é uma linguagem de programação mais antiga, mas com alta demanda.

4 – Profissional SAP para atuar em grandes empresas. A alemã SAP é líder mundial em software para gestão empresarial. Como as grandes empresas usam esse sistema, necessitam de profissionais para atuar em cada setor em que o SAP atende. Uma das ênfases é para a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que entra em vigor no Brasil em agosto.

5 – Gerente de projetos. As empresas buscam profissionais com capacidade de liderar projetos e que tenham também soft skills, ou seja, capacidade de transitar facilmente junto aos vários setores de uma companhia. Isto significa, na linguagem da tecnologia, “ter navegabilidade”, ou seja, capacidade de conectar todos para atingir os objetivos.

Análise de inteligência de negócios deve ser um setor próspero em 2020
Análise de inteligência de negócios deve ser um setor próspero em 2020
(Foto: )

Lista 3

Transformações digitais

O destaque, também nesta terceira lista de profissões de alto interesse são as funções para o setor de tecnologia. Mas existem também outras funções não específicas dessa área que surgem com as transformações digitais. O Guia Salarial da consultoria Robert Half também listou profissões em alta para 2020 e para as quais vale buscar formação para aumentar a empregabilidade.

1 – Analista de Business Intelligence (BI) - É o profissional com a função de interpretar dados de diferentes origens, transformando hipóteses de negócios em planos de ação. Foi uma função em alta em 2019 e seguirá assim em 2020.

2 – Supply Chain Manager - Essa é uma atividade estratégica nas empresas. O gerente de Supply Chain tem a função de cuidar de todas as etapas da cadeia de suprimentos. No setor de logística, é o profissional responsável pelas entregas com eficiência.

3 -  Profissional Agile - São pessoas que adquirem conhecimento por conta própria, têm muita experiência em metodologias ágeis e são responsáveis por treinar e auxiliar equipes para melhorar processos e projetos nas empresas. A estratégia é fazer projetos rapidamente porque se errar, tem como corrigir rápido.

4 – Engenheiro de software - Essa é uma função tradicional, mas ainda muito demandada. O novo enfoque é atuação na engenharia, com ênfase em pesquisa e desenvolvimento de software.

5 – Especialista em segurança da informação – Em agosto deste ano, entra em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) do Brasil. Todas as empresas, não só as de tecnologia, terão que se adaptar para cumprir essa lei que visa proteger a privacidade dos clientes. Então, profissionais de tecnologia da informação serão contratados para estabelecer essas garantias.

Tudo sobre tecnologia você encontra no TechSC, confira!

Deixe seu comentário:

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Últimas do colunista

Loading interface...
Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

publicidade

publicidade

Mais colunistas

    publicidade

    publicidade

    Mais colunistas