publicidade

Estela

Levantamento

Consumo de energia residencial teve alta recorde 15,7% em SC no primeiro trimestre

Compartilhe

Por Estela Benetti
25/04/2019 - 17h16 - Atualizada em: 26/04/2019 - 08h34

As altas temperaturas do verão levaram os catarinenses a investir em ar frio e consumir, nas residências, 15,7% mais energia no primeiro trimestre deste ano frente ao mesmo período do ano passado. Considerando todas as classes de consumo, Santa Catarina registrou, nos três primeiros meses do ano, crescimento de 8% frente aos mesmos meses de 2018, informa a Celesc, concessionária da maior parte do Estado. Outra classe de consumidores que também teve impacto elevado com o calor foi o comércio, que registrou alta de 10,2%. A classe industrial, que responde pela maior parcela da demanda estadual, teve crescimento de 2,9% no consumo no período.

O total no período de janeiro a março alcançou no Estado 6.824 GWh, garantindo crescimento acima da média dos últimos cinco anos, que ficou em 2% por trimestre. O que reforça o impacto do calor são os recordes históricos de consumo. Em 31 de janeiro, às 15h, ocorreu o maior pico, de 5.371,26 GWh. O recorde anterior tinha sido de 5.318,95 GWh no dia 30 de janeiro, às 15h que foi antecedido pelo dia 29 de janeiro, também às 15h, com o consumo de 5.243,95 GW.

Segundo o diretor Comercial da Celesc, Antônio Linhares, a causa dessa elevação de consumo foi a temporada de verão muito quente.

— Tanto que nos meses de janeiro e fevereiro ocorreram, na nossa área de concessão, sete recordes históricos de pico de demanda, sendo seis deles em dois blocos de dias consecutivos – explicou.

Deixe seu comentário:

Estela Benetti

Estela Benetti

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

estela.benetti@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade