nsc
nsc

Setor financeiro muda

Cooperativas de crédito ampliam número de agências; bancos fazem o oposto

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
15/02/2021 - 06h00
 Cooperativas de crédito ampliam número de agências; bancos fazem o oposto
Município de Sáo José do Cedro ganhou nova agência Sicoob (Foto: Agencia Polo, divulgação)

Enquanto os bancos tradicionais, sob o argumento de aceleração da digitalização e impactos da pandemia, reduzem o número de agências e de empregados, as cooperativas de crédito, cujos donos são os próprios associados (acionistas), seguem abrindo mais agências físicas, com atendimento personalizado, sem deixar de lado os avanços tecnológicos. Para este ano, a previsão é de abertura de dezenas de agências em Santa Catarina pelas centrais cooperativas Sicoob, Sicredi, Unicred e Viacredi, entre outras.

O Banco Central apoia o cooperativismo de crédito e deseja ver o mesmo respondendo por 20% do setor financeiro nacional. O último relatório do BC, de 2019, apurou que o setor contava com 9,4 milhões de pessoas físicas associadas e acréscimo de 300 mil associados por semestre. O movimento que envolve fechamento de agências por parte dos bancos tradicionais cresceu na pandemia. Após os bancos privados fecharem mais de mil agências em 2020, no começo deste ano o Banco do Brasil anunciou plano para fechar 361 agências e demitir mais de 5 mil trabalhadores. A medida ainda não foi executada porque sindicatos de bancários entraram na Justiça.

Fiesc informa estar pronta para adquirir vacinas contra a Covid-19

O Sicoob Central SC/RS, que tem a maior presença entre os municípios catarinenses, projeta para o Estado, este ano, 20 novas agências. Também abrirá 45 no Rio Grande do Sul e cinco no Paraná. O investimento na Região Sul será de R$ 30 milhões, informa o gerente de Negócios, Dangelo Dalla Rosa. O Sicoob está em 91% dos municípios catarinenses. O objetivo é oferecer atendimento de alto padrão aos associados.

Seguindo o propósito de atender bem seus donos, os associados, o Sicoob acaba de chegar ao terceiro lugar no ranking das instituições financeiras com maior número de agências no Brasil. O sistema tem, atualmente, 3.480 locais de atendimento.

O Sicredi desenvolve plano de investimento que prevê a abertura de 31 novas agências em Santa Catarina este ano. Desse total, 25 serão em municípios onde não está presente, informa o vice-presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste, Márcio Port. A central cooperativa conta atualmente com 154 agências em SC, baseadas em 134 municípios (45% do total). Para implantar as novas agências, serão investidos R$ 23 milhões e abertos 100 novos postos de trabalho.

Quem também segue investindo, com estratégia regional, e a Central Unicred SC/PR, que tem forte atuação com profissionais de saúde. Ela prevê a abertura de 10 novas agências este ano, nos dois estados.

A Viacredi, cooperativa do sistema Ailos do Vale do Itajaí, mas que atua também no Paraná, pretende abrir 14 novos postos de atendimento este ano. O plano é conquistar mais de 150 mil novos cooperados, o que significará um crescimento de 25%. O sistema cooperativo Ailos, que reúne diversas cooperativas, acaba de chegar à marca de 1 milhão de cooperados no país.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas