nsc
    nsc

    Deslocamentos

    Coronavírus em SC: entidades cobram opção de transporte para quem vai trabalhar 

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    18/03/2020 - 16h07 - Atualizada em: 18/03/2020 - 16h50

    Representantes do governo do Estado e de entidades empresariais participaram na manhã desta quarta-feira de reunião de três horas para discutir providências a partir do decreto anunciado na noite de terça-feira pelo governador Carlos Moisés. Um dos obstáculos é a proibição de transporte público.

    Um dos líderes que participaram da reunião foi o presidente da CDL de Florianópolis, Ernesto Caponi. Segundo ele, as entidades, entre as quais as da saúde, reconheceram a importância das medidas restritivas, mas alertaram que é preciso providenciar transporte para quem vai trabalhar, como os trabalhadores da saúde, alimentação e outros.

    O consórcio Fênix, que atua em Florianópolis, sugeriu fretamento, para pegar somente as pessoas específicas que vão trabalhar.

    Além dos serviços, indústrias também reclamam dessa medida. A C-Pack, de São José, informa que é fabricante de embalagens de produtos de higiene pessoal e medicamentos. Segundo o diretor Maurício Coelho, a empresa registra atualmente alta demanda por embalagens de álcool gel. Ele explica que a empresa tem ônibus e vans para o transporte de empregados, mas o decreto não deixa claro se esse tipo de transporte é permitido.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas