nsc
    nsc

    Feira CES mostra nova fase da internet das coisas, diz executivo da Intelbras

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    14/01/2020 - 21h25
    Executivo Aluísio Serafim, da Intelbras, na CES. Foto:Divulgação
    Executivo Aluísio Serafim, da Intelbras, na CES. Foto:Divulgação

    Entre televisores e smartphones de última geração, avatares humanos (pessoas virtuais) e carro que voa, uma tendência tecnológica ganhou evidência na CES – Consumer Eletronic Show – feira realizada na última semana em Las Vegas, EUA: a nova fase da internet das coisas. O destaque é feito pelo executivo Aluísio Serafim, gerente de Produtos de Redes Home & Office da empresa catarinense Intelbras, que participou do evento. Segundo ele, a CES mostrou que uma das principais pautas do momento é a interoperabilidade entre marcas, isto é, a interação de equipamentos de marcas diferentes para facilitar a vida das pessoas.

    Para Serafim, esta é uma das prioridades da Intelbras, uma empresa de tecnologia que investe fortemente em pesquisa e desenvolvimento para criar produtos e serviços nas diversas áreas em que atua. Voltada ao público empresarial, a CES acontece anualmente no início de janeiro (desta vez foi do dia 05 ao dia 10). Mostra produtos que chegarão ao mercado no ano e também produtos conceituais. Desta vez, a lista de novidades contou também com TVs de resolução 8K, aparelhos vestíveis, dispositivos para casas conectadas e novidades para a telefonia 5G.

    - Além de conferir todas as tendências e novidades da CES, aproveitei a minha ida à feira para encontrar parceiros e fomentar novas oportunidades. Sempre nos relacionando com profissionais e empresas que agregam soluções e tecnologia ao nosso portfólio. Já não se faz pesquisa e desenvolvimento sozinho, se faz em conjunto com todo o mundo. Tenho certeza que a inspiração e novas ideias que trouxemos conosco serão muito produtivos para a Intelbras – afirmou Serafim.

    Com matriz em São José, na Grande Florianópolis, onde tem duas unidades fabris, e filiais em Santa Rita do Sapucaí (MG) e Manaus, a Intelbras tem 43 anos de atuação, oferece 3,3 mil empregos diretos e fechou 2018 com faturamento de R$ 1,8 bilhão. A companhia desenvolve e produz soluções para segurança eletrônica, controles de acesso, redes, comunicação e energia que atendem tanto o mercado residencial quanto o corporativo. Seu centro de pesquisa e desenvolvimento conta com 300 profissionais. Conta com mais de 200 distribuidores que atendem 98% dos municípios brasileiros.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas