nsc
nsc

Expansão

Fort investe pesado no e-commerce em SC e estreia em SP e no RS

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
15/05/2021 - 10h13
Interior de uma das lojas do Fort Atacadista
Interior de uma das lojas do Fort Atacadista (Foto: Chan WeArt, Divulgação)

O Grupo Pereira, dono do Fort Atacadista, informa que uma das prioridades em Santa Catarina, este ano, é a expansão do serviço Delivery Fort - hoje apenas em Florianópolis - para as maiores cidades onde a rede está presente. Os investimentos de R$ 500 milhões do grupo previstos para este ano incluem também a entrada dos hipermercados Fort Atacadista em São Paulo e no Rio Grande do Sul e uma nova loja em Indaial, SC, que será inaugurada no começo do segundo semestre, informa Lucas Pereira, diretor de digital e marketing da companhia.

Fort Atacadista vai abrir primeira loja em Indaial e gerar 170 empregos

- O investimento total do Grupo Pereira para 2021 é de R$ 500 milhões. Isso engloba expansão, inovação, modernização e ampliação de unidades, logística, etc... Não divulgamos investimento por estado, mas SC é uma praça de extrema relevância para a empresa, onde abrimos a maior parte das lojas ano passado. Este ano, não será diferente. Estamos investindo muito na modernização e ampliação de diversas lojas e do centro de distribuição do Estado – afirma o empresário.

Fort Atacadista investe R$ 70 milhões na primeira loja em São Paulo este ano

Segundo ele, este ano e começo de 2022, a rede Fort Atacadista vai chegar em dois novos estados: São Paulo, onde já tem o atacado Bate Forte, e no Rio Grande do Sul. Em São Paulo, a primeira loja será aberta em Jundiaí no final do segundo semestre, com investimento de R$ 70 milhões e geração de 250 empregos diretos.

No Rio Grande do Sul, o grupo anunciou quatro lojas até o primeiro trimestre do ano que vem. Serão baseadas em Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Canoas e outra na Grande Porto Alegre.

Além do Fort, o grupo conta com as bandeiras Comper (supermercados), Bate Forte (Atacado), a rede de farmácias SempreFort, Perlog (logística) e Vuon (cartão de crédito). Uma das redes que serão aceleradas em 2021 é a de farmácias. Hoje são sete em SC. Recentemente, a empresa informou que deverão ser abertas de 15 a 20 unidades este ano.

Lucas Pereira afirma que os planos de expansão do Grupo são sempre muito bem planejados. Consolidou as operações onde já tem uma forte presença, como em Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

- Em Santa Catarina há um Fort Atacadista em Chapecó, Oeste do Estado. Isso torna natural a chegada ao Rio Grande do Sul pela proximidade e também pelo perfil dos consumidores. O Rio Grande é um estado que já admirávamos, um lugar lindo, cheio de riquezas naturais, grande e próspero. Além disso, o consumidor gaúcho valoriza tradições e fornecedores regionais, assim como o Fort, que tem em seu portfólio de fornecedores tanto grandes empresas como pequenos produtores e fornecedores locais – afirma Lucas Pereira.

Fundado em Itajaí em 1962, o Grupo Pereira fechou 2020 com faturamento de R$ 8,8 bilhões e, no ano passado, ficou na quinta posição entre as maiores empresas supermercadistas do Brasil, segundo o ranking da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Para este ano, projeta crescer 14% e chegar a R$ 10 bilhões.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas