publicidade

Navegue por
Estela

Fazendo a diferença

Sebrae aposta no digital para apoiar pequenas empresas

Compartilhe

Por Estela Benetti
11/01/2019 - 05h30 - Atualizada em: 11/01/2019 - 05h30
sebrae
(Foto: )

Instituição de apoio ao empreendedorismo com abrangência em todos os setores, o Sebrae tem força para fazer a diferença na economia. Em Santa Catarina, ele tem feito essa diferença com impulso na geração de emprego e renda e vai fazer muito mais com ênfase nos novos desafios da economia, cada vez mais digital e global.

Esse foi o tom dos discursos da concorrida posse da nova diretoria do Sebrae/SC quinta-feira à noite, em Florianópolis, quando o empresário Alaor Tissot assumiu a presidência do conselho de administração, sucedendo Sérgio Medeiros, e o engenheiro Carlos Henrique Ramos Fonseca assumiu o cardo de diretor superintendente, sucedendo o advogado Carlos Guilherme Zigelli.

Prova do prestígio do Sebrae catarinense foram as presenças no evento de quinta-feira, no qual o governo foi representado pela vice-governadora Daniela Reinehr: o número de convidados era para ficar em torno de 300, mas mais de 500 lideranças manifestaram interesse em participar e compareceram. 

Para ilustrar como um polo de pequenas e microempresas dinâmico ajuda, o novo superintendente, Carlos Henrique Fonseca, destacou que no ano passado, quando a economia ainda sofreu com os efeitos negativos da recessão dos anos de 2015 e 2016, de cada 10 empregos gerados em SC, sete foram abertos por micro e pequenas empresas, segmento que é responsável por mais de 30% do PIB do Estado.

O presidente do conselho, Alaor Tissot, destacou que no caso do Brasil, as pequenas empresas tiveram peso ainda maior na geração de empregos, de cada 10 vagas geradas durante a crise, oito foram de pequenas e microempresas. 

Para Fonseca, entre os desafios para que as pequenas empresas possam evoluir melhor estão a desburocratização e a oferta de crédito com juros mais acessíveis. Ele também informou a vice-governadora que o Sebrae está disponível para parcerias voltadas ao empreendedorismo e inovação.

 – Senhora governadora, conte com o Sebrae para que juntos levemos às escolas públicas do Estado novos projetos de empreendedorismo e, além disso, conte conosco para fomentar o empreendedorismo junto aos 13 centros de inovação nas diversas regiões de Santa Catarina – disse Fonseca.

Segundo ele, a equipe do Sebrae/SC também vai se preparar para atender as empresas dentro das demandas digitais do mercado e incentivar a internacionalização de empresas. Também assumiram quinta-feira o novo diretor técnico do Sebrae, Luciano Pinheiro e o diretor Administrativo, Anacleto Ortigara. 

Com dever cumprido

O executivo e advogado Carlos Guilherme Zigelli, em seu breve discurso, disse que encerra o período de 18 anos que liderou o Sebrae-SC com o dever cumprido, contando com a colaboração da equipe e os empresários que ajudaram a projetar a instituição como  referência no cenário nacional. Zigelli, seguindo seu estilo, não falou em números, disse que divulgou relatórios anuais. Me informou que agora vai atuar como advogado. Mas como é um executivo de renome nacional, não vai surpreender se assumir um cargo no setor privado.

Atenção à inovação

A vice-governadora Daniela Reinehr agradou os empresários com o seu discurso na posse do Sebrae/SC quinta-feira à noite, quando representou o governador Carlos Moiséis da Silva, que tinha outro compromisso. Ela elogiou o empreendedorismo dos catarinenses, afirmou que a prioridade do governo será a infraestrutura, mas que a à tecnologia e inovação também são diretrizes do governo que serão cumpridas. 

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação