nsc
nsc

Facisc

Sérgio Alves é eleito presidente da Facisc; oposição diz que pleito não foi legítimo

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
18/09/2020 - 19h31
O empresário joinvilense Sérgio Rodrigues Alves
O empresário joinvilense Sérgio Rodrigues Alves (Foto: Divulgação)

A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) realizou nesta sexta-feira (18/09) assembleia geral ordinária virtual para eleição da diretoria para mandato de três anos a partir de janeiro de 2021. O empresário Sérgio Rodrigues Alves, de Joinville, à frente de chapa única registrada para o pleito, foi eleito com 78 votos e tem na diretoria 46 lideranças de diversas regiões do Estado. A entidade tem 148 associadas. 

O movimento Facisc Pode Mais, de oposição, que não conseguiu registrar sua chapa no prazo previsto porque o comitê eleitoral entendeu que estava incompleta, somou 25 abstenções na eleição. O grupo, que tem como candidato a presidente o empresário Doreni Caramori, de Florianópolis, convocou uma assembleia geral extraordinária para o dia 16 de outubro com o objetivo de reverter o processo eleitoral.

Sucessão na Facisc: oposição convoca assembleia para questionar processo eleitoral

- A assembleia de hoje, 18 de setembro, não marca o fim do processo eleitoral – muito antes pelo contrário. A começar pela ausência da livre democracia em uma Assembleia, onde a palavra foi restrita desde o início e não foi oportunizado o livre exercício dos direitos associativos. Foi como entrar em um auditório com a mordaça, de maneira intimidatória aos presidentes associados – escreveu a entidade no começo de uma longa nota, contendo uma série de críticas.

Após a eleição, a Facisc divulgou matéria na qual informa que o processo eleitoral contou com registro de uma única chapa. Uma segunda chapa tentou se registrar mas não atendeu aos requisitos do estatuto, afirmou a entidade.

O empresário Sérgio Alves disse que tinha a expectativa de receber 80 votos favoráveis, mas acredita que cerca de 18 associações não conseguiram registrar seus votos no novo sistema virtual. Ele agradeceu o apoio das entidades, disse que vai buscar consenso na gestão e lamentou a série de críticas da oposição.

- Na minha avaliação, 80 votos é uma situação consolidada. Acredito que essa assembleia marcada para 16 de outubro não deverá mudar o resultado da eleição. E nessas últimas semanas estou sendo vítima de acusações infundada da oposição. Disseram até que não sou empresário, sendo que sou acionista de diversas empresas – comentou ele.

O presidente da Facisc, Jonny Zulauf, afirmou que tudo o que é feito na entidade é por amor e que a federação é o espelho das associações empresariais do Estado.

- Queremos trabalhar para a união e o diálogo. Todas as críticas serão recebidas, avaliadas e registradas – afirmou o empresário que seguirá à frente da Facisc até 31 de dezembro.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas