nsc
    nsc

    publicidade

    Economia

    Turismo de inverno atrai voos extras para o Estado

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    21/06/2019 - 05h10 - Atualizada em: 21/06/2019 - 05h08
    (Foto: Diorgens Pandini / Diário Catarinense)

    A projeção de Santa Catarina como destino turístico de frio, as férias de julho e o dólar caro motivam a vinda de mais visitantes ao Estado no inverno, que começa nesta sexta-feira (21) e vai até 23 de setembro. O Aeroporto Hercílio Luz, de Florianópolis, tem confirmados 147 voos extras entre pousos e decolagens e mais 24 voos charter (fretados) no período entre 30 de junho e 17 de agosto, informa a concessionária Floripa Airport.

    Desses, 68 voos serão da Latam, entre Florianópolis e São Paulo. No Aeroporto de Navegantes, segundo a assessoria da Infraero, estão previstos 88 voos extras para o período de 31 de junho a 04 de agosto. Serão 68 da Gol e 20 da Azul, entre chegadas e partidas.

    Considerando todo o movimento do terminal, Navegantes vai receber nesse período 205.096 passageiros ante 196.491 no mesmo período do ano passado, o que significa um aumento de 4,4%. São esperados 1.654 pousos e decolagens contra 1.589 em 2018. Nesse total estão 14 novas frequências semanais da Latam. Entre os novos voos para o aeroporto de Joinville estão dois da Gol. Um deles será extra, para Congonhas, durante todo o mês de julho, em função do Festival de Dança. Em agosto a companhia iniciará voo diário entre a cidade e Guarulhos.

    Entre os principais destinos turísticos de SC no inverno estão a região de Florianópolis, Penha com o Parque Beto Carrero, Joinville com o Festival de Dança, a região de Balneário Camboriú, Blumenau e a Serra com frio, enoturismo, ecoturismo e o turismo rural.

    Atrativos e desafios

    O fluxo de turistas é acompanhado com atenção pela Secretaria da Fazenda de SC. O titular da pasta, secretário Paulo Eli, observa que o Estado tem inúmeros atrativos no inverno e a vinda de mais visitantes aquece a economia. Um dos empenhos da Santur, segundo a presidente Flavia Didomenico, é reduzir a ociosidade dos equipamentos turísticos do litoral no inverno. O secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Valdir Walendowsky, ex-presidente da Santur, diz o Beto Carrero e a região sofrem com o aeroporto limitado de Navegantes e rodovias que não comportam o tráfego de veículos.

    Assine o NSC Total para ter acesso ilimitado ao portal, ler as edições digitais do DC, AN e Santa e aproveitar os descontos do Clube NSC. Acesse assinensc.com.br e faça sua assinatura.

    Deixe seu comentário:

    publicidade