nsc
    nsc

    Em recuperação

    Prefeito de Blumenau com Covid-19: “É uma doença em que você não sabe o dia de amanhã”

    Compartilhe

    Evandro
    Por Evandro de Assis
    04/03/2021 - 10h25
    Mário Hildebrandt vem enfrentando problemas de saúde desde as eleições municipais
    Mário Hildebrandt vem enfrentando problemas de saúde desde as eleições municipais (Foto: Karolina Bonin, Divulgação)

    No último dia de isolamento forçado por causa da infecção por Covid-19, o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt (Podemos), ainda não tem certeza de que poderá retornar ao trabalho presencial na sexta-feira (5). O motivo não seria mais o risco de contaminar outras pessoas, mas o próprio quadro de saúde, que tem se alterado repentinamente.

    > Receba via Whatsapp as principais notícias de Blumenau e região.

    — É uma doença que traz bastante expectativa, é a palavra que posso usar. Você não sabe o dia de amanhã. De manhã está 100%, à tarde piora — descreve.

    Na quarta-feira, Hildebrandt acordou com dores “quase insuportáveis” nas costas. Tomou um analgésico e voltou para cama. Uma hora depois, a dor havia sumido. À noite, teve febre. Nesta quinta, já não tinha dor e a temperatura estava normal, mas uma tosse incômoda interrompeu duas vezes a entrevista por telefone à coluna.

    O prefeito tem 52 anos de idade e, desde o segundo turno das eleições municipais, vem enfrentando problemas de saúde. Em novembro, desmaiou durante um debate na televisão. Os médicos atribuíram ao estresse. Em dezembro, foi diagnosticado com uma hérnia de disco. Um mês depois, teve de ser internado para um procedimento cirúrgico devido às dores na coluna lombar. Enquanto restabelecia-se, médicos identificaram uma trombose, que está sendo tratada com anticoagulante — tipo de medicamento que também vem sendo administrado para pacientes de Covid-19 em hospitais.

    — Ficar parado é o maior problema. Tenho que aprender a fazer isso. Tem horas que dá tipo uma inquietação, uma irritabilidade, isso impacta na paciência da gente — relata.

    A primeira-dama, Sueli Hildebrandt, também testou positivo nesta quarta-feira (3). Ela já vinha sentindo sintomas, em isolamento, desde o fim de semana. No sábado, um primeiro teste havia dado negativo. Segundo o prefeito, os sintomas dela têm sido parecidos: dores de cabeça e no corpo, cansaço, perda eventual do paladar e tosse.

    Hildebrandt tem participado de reuniões online e trabalhado de casa. Ele diz que, se a Covid-19 não mudar tudo de uma hora para outra mais uma vez, na sexta dará expediente na prefeitura.

    Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

    Mais colunistas

      Mais colunistas