publicidade

Navegue por
Faraco

Avaí tem boa vitória e Figueira mostra eficiência

Compartilhe

Por Faraco
11/02/2019 - 06h20 - Atualizada em: 11/02/2019 - 06h19
Não foi um grande futebol, mas resultado é importante para o Leão
Não foi um grande futebol, mas resultado é importante para o Leão. Foto: Guilherme Hahn/Especial

O Avaí não foi brilhante, mas fez a sua parte. Preservando alguns jogadores e de olho na Copa do Brasil, o Leão teve força de grupo e qualidade para vencer. O jogo no Sul do Estado não foi bom, principalmente com erros dos dois times. Porém o Avaí foi cauteloso, esperando mais durante a maior parte do jogo, para usar a velocidade dos contra-ataques. A defesa estava bem desmontada e teve muitas dificuldades de posicionamento, por isso era importante a proteção, como o time atuou, com linhas próximas. O que valeu foi a qualidade a mais que o Avaí tem. Getúlio foi o grande nome do time, apesar dos dois gols de Daniel Amorim. O resultado mostra um Leão firme na disputa e que começa a ganhar opções, mesmo nas dificuldades com o grupo de jogadores.

Eficiência

O Figueirense não teve também uma grande atuação, mas venceu. O momento mais delicado do jogo foi logo quando o time tomou o empate do Hercílio Luz, que quase virou o jogo logo depois, numa grande defesa do goleiro Denis. Tudo ficou ainda mais difícil porque o time não tinha chegada no ataque. O Hercílio Luz até controlava a bola no seu campo de defesa. Foi aí que entrou a interferência do treinador, Hemerson Maria. Ele mexeu no time, acrescentando agressividade com as entradas de Júlio Rusch e Matheuzinho. Rusch é um volante/meia que entra na área adversária, onde estava para fazer o segundo gol alvinegro. E Matheuzinho participou efetivamente dos dois gols no final da partida. A vitória foi importantíssima. O Figueirense cumpriu o seu roteiro e deu mais um passo para a classificação às semifinais.

Recuperação

O Criciúma saiu do sufoco. O time tem qualidade para estar nas semifinais, mas precisava do resultado no sábado, senão a pressão seria muito grande. Perdeu jogos em que jogou bem e não merecia o revés. Mas no momento o importante era vencer. Os três pontos ainda não mostram um Criciúma na zona de classificação, mas em recuperação e buscando espaço. O Tigre vai brigar por uma das vagas.

Força de grupo

A Chapecoense mais uma vez jogou com um time mexido. Uma espécie de segunda equipe foi a Brusque e venceu a partida. Era um jogo complicado. O resultado ratifica o que a Chapecoense vem mostrando na competição – que tem grupo e tem de onde tirar soluções para as dificuldades dos jogos. Everaldo vai brigar por uma vaga no time principal e até mesmo Lourency pode tentar. A Chape marca posição, como vem fazendo o Figueirense e até o Avaí.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação