publicidade

Faraco

Série A

Empate muito amargo para o Avaí

Compartilhe

Por Faraco
12/08/2019 - 10h42 - Atualizada em: 12/08/2019 - 10h42
Avaí e Cruzeiro (Foto: Tiago Ghizoni / Diário Catarinense

Desta vez era para o Avaí vencer. O time fez por merecer o resultado que escapou com o gol de Sassá aos 47 do segundo tempo, que só foi confirmado aos 51, com a verificação do VAR. Minutos antes, o Avaí teve a chance do terceiro, com tabela maravilhosa entre Caio Paulista e Douglas, que o meia não quis chutar, tentando devolver a bola para o atacante, e a jogada acabou não tendo finalização. Era ali o lance da vitória que tanto o Avaí busca e que tanto correu atrás neste domingo (11).

Ela estava bem encaminhada. O empate foi um castigo. O Avaí errou pouco, mas alguns erros foram decisivos. No final do jogo, algumas precipitações com saída de bola apressada e errada, devolvendo a posse ao Cruzeiro.

O time estava com um jogador a mais em campo e não soube aproveitar para administrar o tempo. Mesmo assim o Avaí mereceu a vitória que não veio, porque competiu muito mais, foi mais eficiente na marcação no meio de campo e mais agressivo no ataque. Se o Leão repetir este nível de atuação em outros jogos, estará mais perto de vencer.

As melhores atuações

É preciso registrar algumas boas atuações individuais no Avaí. Os dois meias lutaram e jogaram muito. Pedro Castro e Richard Franco certamente passaram dos 10 km corridos em campo, marcando forte, preenchendo espaços no setor, protegendo a defesa e chegando na frente para ajudar o ataque e finalizar. 

João Paulo e Bruno Sávio ajudaram também na marcação, tornando menos difícil o trabalho de Franco e Castro. Outro que merece destaque é o lateral Léo, que fez um grande jogo até sentir algo e precisar ser substituído. A lamentar a expulsão quando já estava no banco de reservas. E por fim, o destaque para a entrada de Caio Paulista, que fez belas jogadas, desta vez confiante e indo pra cima da marcação adversária.

Deixe seu comentário:

publicidade