nsc

publicidade

Faraco

Figueirense conseguiu um bom resultado em Pelotas

Compartilhe

Por Faraco
20/09/2019 - 07h15 - Atualizada em: 20/09/2019 - 12h28
Time mostrou superação. Foto: Patrick Floriani/FFC
Time mostrou superação. Foto: Patrick Floriani/FFC

O Figueirense deu dois vacilos no início do jogo que custaram muito caro no jogo. Os 2 a 0 do início não eram realidade pelo que os times apresentavam em campo. A grande novidade apresentada pelo técnico interino Márcio Coelho foi a utilização dos laterais como alas, apoiando o ataque e ajudando na criação da equipe. O time não se abateu e seguiu jogando em busca de um resultado melhor. As jogadas saiam pelos lados, tanto com Victor Guilherme, quanto com o garoto Renner.

A bola passava na frente do gol, dentro da pequena área do Brasil do pelotas, mas faltava alguém para colocar pra dentro. O gol de William Popp veio ainda no primeiro tempo e dava esperanças de um placar mais correto no segundo tempo. Foi em uma jogada de lado do campo, como o Figueira vinha fazendo. O segundo tempo não foi tão inspirado, mas o Figueirense seguiu melhor. Mas não conseguia ameaçar realmente o gol do goleiro Carlos Eduardo. Até que surgiu a falta na entrada da área no finalzinho.

William Popp colocou lá dentro. Era a noite dele. Mas depois veio a provocação, a confusão e a expulsão. William Popp teve a sua noite. Não precisava ter se exposto a esse vermelho. O resultado é bom somente pelas circunstâncias, porque o time saiu perdendo por 2 a 0. Mas pela atuação merecia vencer e precisava da vitória que não veio.

Deixe seu comentário:

Rodrigo Faraco

Faraco

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

rodrigo.faraco@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade