publicidade

Navegue por
Faraco

Semifinal

Grupo qualificado na Chape e ausência pesada no Figueirense

Compartilhe

Por Faraco
13/04/2019 - 13h45 - Atualizada em: 13/04/2019 - 13h44

A Chapecoense é favorita contra o Figueirense por duas razões: a primeira deles é por jogar em casa, mas essa pesa menos. A que tem um valor maior é ter mais qualidade e mais possibilidades de grupo que o Alvinegro. As chegadas recentes, como Campanharo, Rildo e Gum, deram mais qualidade e experiência ao time. O ajuste feito pelo técnico Ney Franco para o jogo da Copa do Brasil, diante do Criciúma, também deu mais equilíbrio ao conjunto. Já o Figueira vem com um grupo de garotos, conduzidos com muito cuidado e com a mão forte do técnico Hemerson Maria. Esse é o maior trunfo do Figueirense, que tem um conjunto fortalecido pelo trabalho do seu treinador. O Figueirense pode surpreender, mas deve jogar fechadinho.

Sem Betinho

O desfalque do Figueirense é enorme. Betinho está com catapora e não viajou. É uma ausência que mexe com a qualidade de jogo do time. Quando Betinho joga bem, o Figueirense joga bem. Quando vai mal, o time sente também e cai de rendimento. É verdade que ele não fez um grande campeonato, mas, certamente, faz diferença quando ele eleva o seu nível de atuação. Contra a mesma Chapecoense, no Orlando Scarpelli, o jogador teve sua melhor atuação no ano. Foram apenas 43 minutos, mas a boa atuação dele fez o time virar o placar naquele primeiro tempo. Sem Betinho o Figueirense terá mais dificuldades para construir.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação