nsc
nsc

Estadual

O Catarinense 2020 segue sendo uma grande incógnita

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
16/01/2020 - 16h54 - Atualizada em: 16/01/2020 - 17h01
Valdívia, no Avaí, e Arouca, no Figueirense (Montagem sobre fotos de André Palma Ribeiro e Patrick Floriani)
Valdívia, no Avaí, e Arouca, no Figueirense (Montagem sobre fotos de André Palma Ribeiro e Patrick Floriani)

Mesmo que já se conheça, agora, o projeto das equipes, e que a análise sobre cada uma delas seja diferente, ainda é difícil de projetar o Estadual deste ano. São dois motivos mais simples. O primeiro deles é a ampla reformulação das equipes. Todas estão bastante mexidas em relação à última temporada.

O segundo motivo é a fórmula do campeonato, que tem jogos de mata-mata a partir da segunda fase. Isto faz com que uma equipe possa ser eliminada já na segunda fase, mesmo que a campanha deste time tenha sido a melhor da fase de classificação.

Realidades diferentes

O time que se destaca neste início de ano pelo projeto e pelas contratações é o Avaí. O Leão está executando um projeto de temporada, com números bem definidos, orçamento estruturado e com foco naquilo que quer no mercado. As contratações mostram isso. O departamento de futebol foi buscar bons jogadores no mercado. Atletas que poderiam até estar em algum clube de Série A, como Bruno Silva e Valdívia. O trabalho é longo ainda e o desafio é encaixar este time e fazer com que todos estejam muito envolvidos com o projeto e com os principais objetivos do ano.

Figueirense larga com fórmula básica para construir uma equipe

Quantas vezes você já ouviu a tese da mescla entre jovens, apostas e jogadores mais experientes? É algo simples que tem boas chances de dar certo. As primeiras contratações mostravam caras desconhecidas e deixaram o torcedor um pouco assustado. Mas com as chegadas recentes de Sidão e Arouca, que se juntaram a Lucas, o Figueirense deixou muito claro que pretende usar esta mescla. Aliás, Arouca pode ser uma ótima sacada. Muito bom jogador, com títulos na carreira, e que precisa de espaço pra voltar ao futebol. O que ainda pode complicar todo este planejamento é a indefinição política-administrativa do clube. É preciso resolver. 

Deixe seu comentário:

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Últimas do colunista

Loading interface...
Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas