publicidade

Navegue por
Faraco

Furacão

Uma lacuna no futebol alvinegro

Compartilhe

Por Faraco
17/05/2019 - 09h10 - Atualizada em: 17/05/2019 - 09h07
Não pode ficar tudo com o Hemerson Maria. Foto: Leo Munhoz/DC
Não pode ficar tudo com o Hemerson Maria. Foto: Leo Munhoz/DC

Com as saídas de Fernandes e Fernando Kleimmann, o Departamento de futebol do Figueirense vai precisar de um novo diretor. Fernandes era gerente, mas tinha uma atuação bem discreta nas decisões sobre o time, a comissão técnica e o grupo de jogadores. Já Kleimmann tinha papel de executivo e abraçou o futebol neste período em que esteve na atual gestão. Era ele que discutia com Hemerson Maria e com Felipe Gil sobre contratações e cobranças internas no clube.

Gil estava na base e foi puxado para o profissional em meio ao Estadual e ainda não tem bagagem suficiente para tocar sozinho, até pelas pressões e cobranças. Maria sabe o que quer e tem carta branca, mas não vai caber, e não pode caber, ele tocar o departamento de futebol. Tem que estar protegido para comandar o time e a Série B, que é o grande objetivo. Luiz Greco é mais de negócios mesmo. Então vai faltar um diretor ou gerente, seja lá qual for o título, para estar a frente do departamento de futebol do clube. É algo que o presidente Cláudio Honigman deveria resolver urgentemente.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação