publicidade

Navegue por
Lisandra

Hortos medicinais ganham espaços nas unidades de saúde

Compartilhe

Por Lisandra Oliveira
12/07/2019 - 10h35 - Atualizada em: 12/07/2019 - 10h35
Phelippe José/ Estudantes começaram nesta semana a criação do Horto Medicinal, na UBSF Pirabeiraba
Phelippe José/ Estudantes começaram nesta semana a criação do Horto Medicinal, na UBSF Pirabeiraba

Quem chega até a Unidade Básica de Saúde da Família do Distrito Pirabeiraba percebe a novidade. A criação de um Horto Medicinal. O plantio das mudas começou nessa semana, com a ajuda de alunos do curso de Farmácia e do Projeto de Extensão do Uso Racional de Plantas Medicinais, da Univille.

A ideia é que a espaço seja utilizado de forma educativa, além disso, em alguns casos os usuários poderão levar algumas mudas para plantar em casa. “Esperamos que os usuários se interessem pelo cuidado, para que entendam os benefícios dos remédios naturais, assim como para aprenderem como cultivar suas próprias plantas em casa”, comenta a coordenadora da unidade, Luciana da Silva.

Para a aluna do 5º ano de Farmácia da Univille, Tayane Dreher Maciel, que estava mexendo na terra, o objetivo é bem mais do que plantar. “Queremos dar palestras, orientar as pessoas sobre como cuidar do solo, colher e preparar os chás. As plantas também são medicamentos, portanto, têm partes tóxicas e precisam ser utilizadas de forma correta”, destaca.

A sensibilização ao uso de plantas medicinais vai incluir os profissionais de saúde da UBSF Pirabeiraba, com treinamento sobre a ampliação de opções terapêutica aos usuários, tendo uma cartilha como fonte de informações. A farmacêutica industrial Janaina Duarte Baumer, da Secretaria da Saúde, destaca que ocorrerão ações de educação em saúde com a disponibilização aos usuários de plantas medicinais “in natura”, e mudas identificadas botanicamente. “Os pacientes terão orientação sobre a forma de utilização, dose, posologia, possíveis interações e efeitos adversos”, explica.

Feira de adoção de animais

Quem pensa em adotar um animal de estimação tem a oportunidade nesta sexta-feira, a partir das 13 horas, na Feira de Adição de Animais. Os animais entre cães, adultos e filhotes, em exposição na Agropecuária Manchester, no Centro de Joinville. São animais que foram abandonados ou tirados de situação de maus tratos e estão em busca de lar. A iniciativa é do Grupo Patinhas Carentes. No local os voluntários também estarão recebendo doações de ração e as tampinhas de garrafas para o Projeto Patinhas Carentes, que possibilita a vacinação de animais abandonados ou que pertencem as famílias carentes. A Feira de Adoção segue até às 18 horas.

Deixe seu comentário:

Lisandra Oliveira

Lisandra Oliveira

Lisandra Oliveira

Lisandra mostra os bons exemplos de Joinville e região. As pessoas que se dedicam a melhorar o local onde vivem, que inspiram com ações que fazem a diferença na nossa comunidade.

lisandra.oliveira@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação